… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 9 de maio de 2017

9 de maio

Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon
9 de maio GRAÇA COMPLETA E GRATUITA

“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.” (1Jo 2:1, ARC, Pt)

O apóstolo João apresenta-nos um testemunho muito claro e enfático da doutrina do perdão completo e gratuito do pecado. Ele declara que o sangue do Jesus Cristo, o amado Filho de Deus, purifica-nos de todo o pecado e que se algum homem peca, temos um Advogado. É evidente que ele não teme cometer alguma travessura ao declarar esta verdade tão amplamente. Pelo contrário, ele faz esta afirmação com a ideia de promover a santidade dos seus “filhinhos”. O objetivo desta valente declaração sobre o amor do Pai para com os Seus filhos pecadores é “para que não pequeis.” Esta é uma resposta triunfante a essa objeção terrivelmente falsa que tão frequentemente incita aos adversários do evangelho contra as doutrinas da graça gratuita: que estas levam aos homens à libertinagem. Não parece que o apóstolo João pensasse desta maneira porque para que estes “meus filhinhos” não pecassem, ele, de facto, declara-lhes a mesma doutrina que os nossos adversários chamam licenciosa. Aqueles homens que crêem que pregar a graça de Deus completa, honesta e claramente, levará os homens ao pecado, não sabem o que dizem nem o que afirmam. Os homens não têm um argumento para pecar nem na natureza nem na graça da bondade de Deus.



A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: 2Co 1-3

 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: