… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 6 de maio de 2017

6 de maio

C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
6 de maio


“Nós moramos nEle.”(1Jo 4:13, KJV)

Tu precisas duma casa para a tua alma? Tu perguntas, “quanto custa ela”? Custa algo menos do que aquilo que a orgulhosa natureza humana quererá dar. Essa casa oferece-se sem dinheiro e sem preço. Ah, tu querias pagar um elevado aluguel! Querias fazer algo para ganhar a Cristo! Então não podes ter a casa, pois ela é dada “sem dinheiro e sem preço.” Desejas tomar em arrendamento durante toda a eternidade a casa do meu Senhor, sem pagares nada por ela, exceto o amá-Lo e servi-Lo sempre? Queres aceitar Jesus e “morar nEle”? Olha, esta casa está equipada com tudo o que tu precisas. Está cheia com riquezas em maior quantidade do que aquelas que tu podes gastar enquanto vivas. Aqui podes ter íntima comunhão com Cristo e deleitares-te com o Seu amor; aqui há mesas bem sortidas com alimento para ti para que continues a viveres para sempre. Nesta casa podes achar, quando estás cansado, descanso com Jesus, e a partir dela podes olhar e ver o próprio Céu. Queres ter essa casa? Ah! Se estás sem casa, dirás: “Queria ter essa casa, mas posso tê-la?” Sim, podes; há uma chave, a chave é esta: “Vem a Jesus.” “Mas”, tu dirás “Estou muito andrajoso para estar nessa casa.” Não te preocupes. Há roupas dentro dela. Vem, se te sentes culpado e condenado; e, embora a casa seja demasiado boa para ti, logo Cristo te fará suficientemente bom para a casa. Ele lavar-te-á e limpar-te-á e ainda te porá em condições de cantares: “Nós moramos nEle.” Crente, três vezes és feliz, tendo essa morada! És muito privilegiado, pois tens uma “habitação forte” na qual tu estás eternamente salvo. E “morando nEle”, tu tens não só uma casa perfeita e segura, mas uma casa perpétua. Quando este mundo se tiver desvanecido como um sonho, a nossa casa subsistirá e permanecerá mais imperecível do que o mármore, mais sólida do que o granito, auto-existente como Deus, pois essa casa é o próprio Deus. “Nós moramos nEle.”


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: