… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 10 de junho de 2017

10 de junho

C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
10 de junho

“Serão apascentados, e deitar-se-ão, e não haverá quem os espante.” (Sf 3:13, ARC, Pt)

Ontem meditámos no povo humilde e pobre que o SENHOR deixou para que seja uma semente viva num mundo morto. O profeta diz dos tais que eles não farão iniquidade nem dirão mentiras. De tal modo que, enquanto não tinham nem posição nem riquezas para protegê-los, eles também eram totalmente incapazes de usar essas armas em que os ímpios põem tanta confiança: eles não podiam defender-se a si mesmos pelo pecado, nem pela subtileza.

O quê, então? Serão destruídos? De maneira nenhuma! Eles serão alimentados e dormirão e não só estarão livres do perigo, mas, até mesmo estarão tranquilos, sem temor do mal. As ovelhas são criaturas muito débeis, e os lobos são inimigos terríveis; contudo, neste momento, as ovelhas são mais numerosos do que os lobos, e a causa da ovelha está sempre a ganhar, enquanto que a causa dos lobos está sempre declinando. Um dia os rebanhos de ovelhas cobrirão as planícies, e nem um lobo sobejará. O facto é que as ovelhas têm um Pastor, e isso dá-lhes forragem, proteção e paz. “Não haverá quem - o que significa que ninguém, quer em forma humana ou diabólica - “os espante. Quem aterrorizará o rebanho do SENHOR, quando Ele está perto? Nós deitamo-nos em verdes pastos, porquanto o próprio Jesus é comida e descanso para as nossas almas.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: