… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 15 de junho de 2017

15 de junho

William MacDonald
Um dia de cada vez
15 de junho

“As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as Suas misericórdias não têm fim; novas são cada manhã; grande é a Tua fidelidade.” (Lm 3:22-23, ARC, Pt)

Deus é fiel e verdadeiro. Nunca pode mentir nem enganar. Não pode mudar a Sua Palavra. É absolutamente digno de confiança. Nenhuma das Suas promessas pode falhar.



“Deus não é homem, para que minta, nem filho de homem, para que Se arrependa. Ele disse, e não fará? Falou, e não o executará?” (Nm 23:19). “Saberás, pois, que o SENHOR teu Deus, ele é Deus, o Deus fiel” (Dt 7:9, ARC, Pt). “De geração em geração é a Sua fidelidade” (Sl 119:90).



A fidelidade de Deus evidencia-Se no chamamento que nos fez para termos comunhão com Seu Filho, Jesus Cristo (1Co 1:9). Vemo-la quando não permite que a tentação avance além do que podemos suportar (1Co 10:13). Apalpamo-la pela maneira com que nos confirma e guarda do mal (2Ts 3:3). Mesmo que haja alguns que não o creiam, Ele permanece fiel: não pode negar-Se a Si mesmo (2Tm 2:13).



O Senhor Jesus é a verdade encarnada (Jo 4:6). A Palavra de Deus é a verdade santificante (Jo 17:17). “Seja Deus veraz, e todo homem mentiroso” (Rm 3:4).



O conhecimento de que Deus é fiel e verdadeiro inunda as nossas almas de confiança. Estamos mais do que convencidos de que a Sua Palavra não pode falhar e que fará como tem prometido (Hb10:23). Por exemplo, sabemos que estamos eternamente seguros, porque Ele há dito que nenhuma das Suas ovelhas perecerá jamais (Jo 10:28). Estamos persuadidos de que nada nos faltará, porque prometeu suprir todas as nossas necessidades (Fl 4:19).



Deus deseja que os Seus sejam fiéis e verdadeiros. Quer que sejamos leais à nossa palavra. Quer que sejamos dignos de confiança, cumprindo com as nossas responsabilidades. De entre toda a gente, os cristãos devem ser fiéis aos seus votos matrimoniais, igualmente, também nos compromissos da assembleia, no trabalho e no lar.



De que maneira devemos louvar e agradecer ao Senhor pela Sua fidelidade? Ele é O que não pode falhar.



Não pode falhar, porque é Deus

Não pode falhar, deu a Sua Palavra.

Não pode falhar, Ele ajudar-te-á.

Não pode falhar, Ele responder-te-á.



C. E. Mason, Jr.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: