… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 21 de junho de 2017

21 de junho

C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
21 de junho

“Tu és mais formoso do que os filhos dos homens.” (Sl 45:2, ARC, Pt)

A pessoa de Jesus é uma jóia inteira, e a Sua vida é uma só impressão do selo. Jesus é inteiramente perfeito, não somente nas Suas distintas partes, mas também na Sua gloriosa integridade. O Seu caráter não é um conjunto de cores misturadas confusamente, nem um montão de pedras preciosas postas desordenadamente, umas sobre outras. Jesus é um quadro de beleza e um peitoral de glória. NEle todas “as coisas de boa reputação” estão nos seus devidos lugares e embelezam-se reciprocamente. Nenhum traço da Sua gloriosa Pessoa chama a atenção mais do que outro; Ele é perfeito e inteiramente encantador.

Oh Jesus! O Teu poder, a Tua graça, a Tua justiça, a Tua ternura, a Tua verdade, a Tua majestade e a Tua imutabilidade formam um homem tal, ou, melhor dizendo, um tal Deus-homem que nem o Céu nem a Terra hão visto em qualquer outra parte. A Tua infância, a Tua eternidade, os Teus sofrimentos, os Teus triunfos, a Tua morte e a Tua imortalidade estão entretecidos numa magnífica tapeçaria, sem costura ou rotura. Tu és música sem dissonância; és um todo sem divisão; Tu és todas as coisas sem diversidade. Como todas as cores se fundem num resplandecente arco-íris, assim também todas as glórias do Céu e da Terra se acham em Ti, e se unem tão maravilhosamente, que não há ninguém como Tu em todas as coisas. Nem, se todas as virtudes das coisas mais excelentes formassem um ramo, elas não poderiam rivalizar Contigo, Tu espelho de toda a perfeição. Tu foste ungido com o santo óleo de mirra e cássia, que o Teu Deus tinha reservado somente para Ti; e a Tua fragrância é como o perfume santo, que ninguém pode imitar, nem mesmo com a arte do perfumista. Cada especiaria é fragrante, mas o composto é divino.

"Oh, simetria sagrada! Oh rara conexão,
De muitos perfeitos, para fazer um perfeição!
Oh, música celestial, onde todas as partes se devem encontrar
Numa doce melodia, para fazer uma perfeita harmonia!"


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: