… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 22 de junho de 2017

22 de junho


Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon
22 de junho  NÓS SOMOS SEMELHANTES

Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. Mas, por isso, alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer nele para a vida eterna.” (1Tm 1:15-16, ARC, Pt)

Sim, amados, quando vos rogamos que vos reconcilieis com Deus, não nos damos ares, como se fôssemos superiores a vós por natureza ou tivéssemos sido superiores na nossa passada maneira de viver antes da conversão. Não, pelo contrário, somos ossos dos vossos ossos e carne da vossa carne. Vós sois pecadores? Também nós o fomos. Estais em rebelião com Deus? Também nós estivemos. Estais endurecidos nos vossos corações? Assim o estavam os nossos. Não vos olhamos de uma elevada plataforma de dignidade fingida, porque reconhecemos a nossa própria natureza na vossa; portanto, vimos a vós como companheiros no pecado e apesar de que é algo triste ter pecado alguma vez, alegra-nos pensar que podemos falar-vos de um mal que nos assediou, o poder que temos sentido dolorosamente e que sofremos com arrependimento, como ainda vós deveis fazê-lo. Esperamos que a nossa condição anterior como pecadores e incrédulos nos faça falar-vos com mais ternura e nos permita ainda chegar melhor aos vossos corações. Deus poderia ter-vos enviado anjos e quiçá vós, ao princípio, vos sentísseis impressionados pela glória deles, mas os sermões deles teriam sido frios e pouco compassivos em comparação com os nossos porque eles não podem conhecer a vossa miséria e degradação como nós a conhecemos.





A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: 1Ts 1-2

 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: