… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 23 de junho de 2017

23 de junho

Oswald Chambers
My Utmost for His Highest
23 de junho  “EXPERIMENTADO NOS TRABALHOS

“Homem de dores, e experimentado nos trabalhos.” (Is 53:3, ARC, Pt)

Nós não estamos “experimentados nos trabalhos”, na mesma forma, como nosso Senhor estava familiarizado com eles. Nós suportamo-los e passamos por eles, mas não os conhecemos profundamente. No começo das nossas vidas nós não levamos em conta a realidade do nosso pecado. Nós consideramos a vida com os olhos da razão e dizemos que se uma pessoa controlar os seus instintos, e se se educar a si mesma, ela pode produzir uma vida que vai lentamente transformar-se na vida de Deus. Porém, à medida que prosseguimos através da vida, encontramos a presença de algo que ainda não tínhamos considerado, isto é, o pecado— e isso perturba todos os nossos pensamentos e os nossos planos. O pecado tornou a base do nosso pensamento imprevisível, incontrolável e irracional.

Temos de reconhecer que o pecado é uma realidade da vida e não somente uma deficiência. O pecado é um motim óbvio contra Deus, e, ou o pecado ou Deus têm de morrer na minha vida. O Novo Testamento confronta-nos com este assunto— se o pecado me governar, a vida de Deus morrerá em mim, se Deus me governar, o pecado morrerá em mim. Não há nada mais fundamental do que isto. A culminação do pecado foi a crucificação de Jesus Cristo, e o que foi verdade na história de Deus na Terra também será verdade na tua história e na minha— isto é, o pecado matará a vida de Deus em nós. Devemos mentalmente aceitar o facto do pecado. Este é a única explicação por que Jesus Cristo veio ao mundo, e é a explicação dos trabalhos e da aflição da vida.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: