… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 28 de junho de 2017

28 de junho

C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
28 de junho

“Olhando para Jesus.” (Hb 12:2, ARC, Pt)

É sempre obra do Espírito Santo o apartar os nossos olhos de nós mesmos para pô-los em Jesus; mas, a obra de Satã é justamente, diametralmente oposta a esta, pois ele está continuamente procurando que nós nos olhemos a nós mesmos em lugar de olharmos para Cristo. Ele insinua: “Os teus pecados são muito grandes para serem perdoados; tu não tens fé, tu não experimentas um sincero arrependimento, tu nunca serás capaz de perseverar até ao fim. Tu não tens o gozo que têm os Seus filhos e és inconstante.” Todas estas considerações se dirigem ao eu, e nós nunca acharemos consolo ou segurança se nos olharmos no íntimo. Mas o Espírito Santo aparta inteiramente dali os nossos olhos. Ele diz-nos que nós não somos nada, mas que “Cristo é tudo em todos.” Recorda, por esse motivo, que não é a tua adesão a Cristo o que te salva, mas Cristo mesmo; não é o teu gozo em Cristo o que te salva, mas Cristo; não é nem mesmo a tua fé em Cristo, ainda que a fé é o meio, é o sangue de Cristo. Portanto, não olhes para a tua mão com a qual estás agarrando firmemente Cristo, mas para Cristo mesmo; não olhes para a tua esperança, mas para Jesus, a fonte da tua esperança; não olhes para a tua fé, mas para Jesus, o autor e consumador da tua fé. Nós jamais acharemos felicidade por olhar para as nossas orações, para as nossas obras ou para os nossos sentimentos. É o que Jesus é, não o que nós somos, o que dá descanso à alma. Se nós queremos vencer imediatamente Satã e ter paz com Deus, tem de ser “olhando para Jesus.” Põe os olhos simplesmente nEle. Que a Sua morte, os Seus sofrimentos, os Seus méritos, as Suas glórias, a Sua intercessão se conservem frescas na tua mente. Quando despertares pela manhã, olha para Ele. Oh! Não permitas que as tuas esperanças ou os teus temores se interponham entre ti e Jesus. Segue-O diligentemente e Ele nunca te deixará.

“Minha esperança está edificada sobre nada menos
Que o sangue de Jesus e a justiça:
Não ouso confiar no mais cativante sistema,
Mas confio totalmente no nome de Jesus.”



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: