… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 3 de junho de 2017

3 de junho

Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon


3 de junho O NOSSO SANTO APONTADOR

“E, quando vos conduzirem às sinagogas, aos magistrados e potestades, não estejais solícitos de como ou do que haveis de responder, nem do que haveis de dizer. Porque, na mesma hora, vos ensinará o Espírito Santo o que vos convenha falar.” (Lc 12:11-12, ARC, Pt)

O Espírito Santo atua para com o Seu povo como uma espécie de apontador de um declamador. Um homem tem de apresentar uma parte da obra que aprendeu, mas a sua memória é traiçoeira e, portanto, em algum lugar fora do alcance da vista há um apontador de maneira que quando o orador não saiba o que dizer e pudesse utilizar uma palavra equivocada, escuta-se um murmúrio que sugere a palavra correta. Quando o orador praticamente tem perdido o fio de seu discurso, ele inclina o seu ouvido e o apontador dá-lhe a palavra-chave que o ajudará com a sua memória. Se me é permitido o símile, eu diria que isto representa em parte a obra do Espírito de Deus em nós, sugerindo-nos o desejo correto e trazendo para a nossa memória o que seja que Cristo nos há dito. Frequentemente na oração chegamos a um ponto morto, mas Ele incita, sugere e inspira e assim prosseguimos adiante. Talvez nos cansemos na oração, mas o Consolador nos alenta e nos refresca com pensamentos que dão ânimo. Quando de facto, no nosso desconcerto, quase nos sentimos impulsionados a abandonar a oração, o murmúrio do Seu amor deixa cair um carvão aceso desde o altar na nossa alma e os nossos corações resplandecem com maior ardor do que antes. Considera o Espírito Santo como o teu apontador e deixa que o teu ouvido esteja aberto para a Sua voz.




A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: 2Sm   17-20


 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: