… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 30 de junho de 2017

30 de junho

C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
30 de junho

“Contudo, eu me lembrarei do meu concerto, que contigo fiz nos dias da tua mocidade; e estabelecerei contigo um concerto eterno.” (Ez 16: 60, ARC, Pt)

Apesar dos nossos pecados, o Senhor é ainda fiel no Seu amor para connosco. Ele olha para o passado. Vejam como Ele lembra os nossos primeiros dias quando Ele próprio fez um concerto connosco, e nós nos entregámos a Ele. Felizes aqueles dias! O Senhor não nos lança em rosto e nem nos acusa de sermos insinceros. Não, Ele olha antes para o Seu concerto connosco, do que para o nosso concerto com Ele. De qualquer maneira, da Sua parte, não houve hipocrisia nesse concerto sagrado. Quão gracioso é o Senhor olhando assim para o passado com amor!

Ele olha também em direção ao futuro. Ele está resolvido a que o concerto não falhe. Se eu não permanecer firme no concerto, Ele permanece. Ele declara solenemente: “(Eu) estabelecerei contigo um concerto eterno.” Ele não tem em mente retirar as Suas promessas. Bendito seja o Seu nome! Ele vê o selo sagrado, “o sangue do concerto eterno” e Ele lembra o nosso Fiador, em quem Ele ratificou esse concerto, precisamente o Seu próprio Filho amado, e, portanto, Ele permanece nos Seus compromissos do concerto. “Ele permanece fiel, ele não pode negar-Se a Si mesmo.”

Ó Senhor, põe esta preciosa palavra no meu coração e ajuda-me a alimentar-me dela durante todo este dia.



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: