… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 4 de junho de 2017

4 de junho


C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
4 de junho

“E eles serão Meus, diz o SENHOR dos Exércitos; naquele dia serão para Mim jóias.” (Ml 3:17, ARC, Pt)

Virá o dia, no qual, as jóias da coroa do nosso Grande Rei serão contadas, para se comprovar se correspondem ao inventário que Seu Pai Lhe deu. Minh’alma, estarás tu entre as coisas preciosas de Jesus? Tu és preciosa para Ele, se Ele é precioso para ti, e tu serás dEle “naquele dia”, se Ele for teu neste dia.



Nos dias de Malaquias, os escolhidos do SENHOR estavam tão acostumados a conversar entre si, que o Seu próprio Deus escutava as suas conversas. Ele gostava tanto de fazê-lo, que tomou notas delas; sim, e Ele fez um livro com elas, que guardou no Seu arquivo. Agradado com a sua conversação, também Ele tinha a Sua complacência neles. Faz uma pausa, minha alma, e interroga-te a ti mesma: Se Jesus escutasse a tua conversação, estaria agradado com ela? Ela é para Sua glória e para edificação dos irmãos? Responde, minh’alma, e assegure-te de que estás dizendo a verdade.



Mas, que honra será para nós, pobres criaturas, sermos considerados pelo SENHOR como as jóias da Sua coroa! Todos os santos têm esta honra. Jesus não diz somente “são Meus”, mas, “serão para Mim”. Ele comprou-nos, buscou-nos, recolheu-nos, e de tal maneira nos forjou à Sua imagem, que seremos defendidos por Ele com todo o Seu poder.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: