… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 8 de junho de 2017

8 de junho


William MacDonald
Um dia de cada vez
8 de junho


“Ao único Deus, sábio, seja dada glória por Jesus Cristo para todo o sempre.” (Rm 16:27, ARC, Pt)

A sabedoria de Deus é como um fio que corre através de toda a Bíblia. Assim o testemunha a Escritura: “Com Deus está a sabedoria e o poder; Seu é o conselho e a inteligência... com Ele está o poder e a sabedoria; Seu é o que erra, e o que faz errar” (Job 12:13, 16). “Quão inumeráveis são as Tuas obras, oh SENHOR! Fizeste-as a todas elas com sabedoria; a Terra está cheia dos Teus benefícios” (Sl 104:24). “O SENHOR com sabedoria fundou a Terra; firmou os Céus com inteligência” (Pv 3:19). “Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força” (Dn 2:20). “Pois já que na sabedoria de Deus, o mundo não conheceu a Deus mediante a sabedoria, agradou a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação” (1Co 1:21). “Cristo Jesus, o qual nos foi feito por Deus sabedoria... “ (1Co 1:30).

A sabedoria de Deus refere-Se à Sua perfeita visão, inerrante discernimento e decisões infalíveis. Alguém a definiu como a habilidade para produzir os melhores resultados com os melhores meios. É mais que mero conhecimento; é a capacidade de usar esse conhecimento adequadamente.

Todas as obras de Deus proclamam a Sua sabedoria. O maravilhoso desenho do corpo humano, por exemplo, é um eloquente tributo a ela.

E vemos a sabedoria no plano de salvação. O Evangelho diz-nos como foi paga a pena do pecado, a justiça de Deus vindicada, a Sua misericórdia dispensada justamente, e o crente em Cristo está muito melhor do que o que poderia estar se Adão não tivesse caído.

Agora que somos salvos, a sabedoria de Deus reconforta as nossas almas com ternas palavras de consolo. O nosso Deus é tão sábio que nunca comete erros. Ainda que haja coisas na vida que nas ocasiões não podemos entender, sabemos que Ele não Se pode equivocar.

Podemos confiar-nos plenamente na Sua direção Deus conhece o fim desde o começo, e sabe de sendas de bênção que nós ignoramos por completo. O Seu caminho é perfeito.

Finalmente, o nosso Senhor deseja que cresçamos em sabedoria. Devemos ser sábios para o bem (Rm 16:19). Temos de andar com prudência e cordura, como sábios, aproveitando bem o tempo, porque os dias são maus (Ef 5:15-16). Devemos ser prudentes como serpentes, e símplices como as pombas (Mt 10:16).



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: