… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 8 de junho de 2017

8 de junho


Oswald Chambers
My Utmost for His Highest

8 de junho O QUE FAZER EM SEGUIDA?

“Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes.” (Jo 13:17, ARC, Pt)

Decide-te a saber mais do que outras pessoas. Se tu mesmo não cortares as amarras que te prendem à doca, Deus terá de usar uma tempestade para as rebentar e enviar-te para o mar. Põe tudo o que há na tua vida a bordo de um navio timonado por Deus, sai para o mar quando sobe a maré do Seu propósito, e os teus olhos abrir-se-ão. Se tu crês em Jesus, não deves gastar todo o teu tempo apenas nas águas serenas dentro do porto de abrigo, cheio de alegria, mas sempre amarrado à doca. Tens de sair do porto de abrigo para as grandes profundezas de Deus, e começar a saber as coisas por ti mesmo— começar a teres discernimento espiritual.

Quando sabes que deves fazer algo e o fazes, imediatamente sabes mais. Examina onde é que tu te tornaste preguiçoso, onde é que começaste a perder o interesse espiritual, e descobrirás que ele retrocede para um ponto em que tu não fizeste algo que sabias que deverias fazer. Não fizeste isso porque te parecia não haver nenhuma razão imediata para fazê-lo. Mas agora tu não tens perspicácia, ou discernimento, e num momento de crise estás espiritualmente distraído, em vez de teres autodomínio espiritual. É uma coisa perigosa o recusar a continuar a aprender e a saber mais.

A obediência falsificada é um estado de espírito no qual tu crias as tuas próprias oportunidades para te sacrificares a ti mesmo, e o teu zelo e entusiasmo são confundidos com o discernimento. É mais fácil sacrificares-te a ti mesmo do que levares a cabo o teu destino espiritual, o qual é relatado em Romanos 12:1-2. É muito melhor cumprires o propósito de Deus na tua vida por intermédio do discernimento da Sua vontade do que realizares grandes atos de abnegação. “Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar” (1 Sm 15:22, ARC, Pt). Tem cuidado para não prestares atenção ou para retrocederes ao que eras outrora, quando Deus quer que sejas algo que nunca foste. “Se alguém quiser fazer a vontade dEle, conhecerá …” (Jo 7:17, ARC, Pt).



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: