… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 10 de julho de 2017

10 de julho

C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
10 de julho


“Tu Te levantarás e terás piedade de Sião; pois o tempo de Te compadeceres dela, o tempo determinado, já chegou. Porque os Teus servos têm prazer nas suas pedras, e se compadecem do seu pó.” (Sl 102:13-14, ARC, Pt)

Sim, as nossas orações a favor da Igreja serão ouvidas. O tempo determinado já chegou. Nós amamos a reunião de oração e a escola dominical e todas as reuniões da Casa do SENHOR. Estamos ligados de coração a todo o povo de Deus e podemos dizer verdadeiramente:

“Não há em todo o Teu rebanho cordeiro
Que eu desdenhe alimentar;
Não há adversário ante cuja face
Eu tema defender a Tua causa.”

Se este é o sentir geral, logo desfrutaremos tempos de refrigério provenientes da presença do SENHOR. As nossas assembleias (reuniões) serão muito concorridas, os santos serão revividos (reanimados), e os pecadores serão convertidos. Isto só pode vir pela misericórdia do SENHOR; contudo virá, e somos obrigados a esperá-Lo. O tempo, o tempo determinado, já chegou. Que nos movamos! (Que nos apressemos! ou despertemos!) Devemos amar cada pedra da nossa Sião, ainda que esteja caída. Guardemos como um tesouro a verdade mais pequena, o menor mandato e o crente menos importante, ainda que alguns os desprezem como se só fossem pó. Quando favorecemos a Sião, Deus está prestes a favorecê-la. Quando temos prazer (gostamos da) na obra do SENHOR, o próprio SENHOR terá prazer nela.



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: