… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 19 de julho de 2017

19 de julho


C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas

19 de julho

“Não esmagará a cana quebrada e não apagará o morrão que fumega.” (Mt 12:20, ARC, Pt)

O QUE é mais fraco do que uma cana quebrada ou um morrão que fumega? Se um pato silvestre tropeçar ao de leve numa cana que cresce no pântano ou no paul, esta quebra-se em seguida. Se o pé do homem a toca, ela esmaga-se e parte-se; e qualquer vento que sopre através do rio move-a de um lado para o outro. Não se pode pensar em nada que seja mais frágil ou quebradiço ou cuja existência esteja mais em perigo do que uma cana quebrada. Depois olha para o morrão que fumega. O que é ele? É uma faísca quase apagada. Um infante pode apagá-la com um sopro. Nada tem uma existência mais precária do que a sua chama. Aqui se descrevem coisas débeis; contudo Jesus diz delas: “Não apagarei o morrão que fumega nem esmagarei a cana quebrada.” Alguns dos filhos de Deus foram feitos fortes para que realizem a favor de Deus obras prodigiosas. Deus tem os Seus Sansões aqui e ali que tomam as portas da Gaza e as levam para o cimo do monte. Ele tem uns poucos de homens que são fortes como leões, mas a maior parte dos Seus são tímidos e trémulos. Eles são como o estorninho, pássaro que se espanta perante qualquer um que passa. São um pequeno rebanho tímido. Se vem a tentação, eles caem como os pássaros na rede. Se a prova ameaça, logo eles desmaiam; a sua frágil embarcação é sacudida por cada onda. Eles são levados daqui para lá como uma ave marinha sobre a crista das ondas: coisas débeis, sem força nem sabedoria, sem perspicácia. Todavia, fracos como são, e porque eles são tão débeis, eles têm esta promessa feita especialmente para eles. Aqui há graça e misericórdia! Aqui há amor e bondade! Como nos é revelada a compaixão de Jesus: tão amável, terna e atenciosa! É necessário que nós jamais nos retiremos do Seu contato; nós nunca tememos uma palavra áspera da parte dEle; embora Ele pudesse repreender-nos pela nossa debilidade, Ele não nos reprova. As canas quebradas não receberão nenhum golpe dEle e o morrão que fumega tampouco será apagado por Ele.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: