… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 26 de julho de 2017

26 de julho


C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
26 de julho

“E vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude a ciência, e à ciência a temperança, e à temperança a paciência, e à paciência a piedade” (2Pe 1:5-6, ARC, Pt)

Se desejas gozar da graça eminente da segurança plena da fé, sob a abençoada influência e assistência do Espírito, faz o que te diz a Escritura: “Pondo nisto mesmo toda a diligência.” Tem cuidado para que a tua fé seja genuína, que ela não consista numa mera crença doutrinal, mas numa fé sincera, dependente de Cristo, e apenas de Cristo. Presta atenção diligente à tua coragem. Roga a Deus para que te dê a aparência de um leão, para que possas, com conhecimento do que é recto, prosseguir audaciosamente. Estuda bem as Escrituras e adquire conhecimento, porque o conhecimento da doutrina contribuirá muito para confirmar a tua fé. Procura compreender a Palavra de Deus; deixa que ela habite abundantemente no teu coração.

Quando tiveres feito isto, “acrescentai à ciência, temperança.” Cuida do teu corpo: sê temperado exteriormente. Cuida da tua alma: sê temperado interiormente. Que os teus lábios, a tua vida, o teu coração, e os teus pensamentos sejam temperados. Acrescenta a isto, pelo Santo Espírito de Deus, paciência. Pede-Lhe que te dê a paciência que suporta a aflição, a qual, quando for provada, sairá como ouro. Atavia-te a ti mesmo de paciência, para que não murmures nem decaias nas tuas aflições. Quando tiveres obtido essa graça, procura ter piedade. A piedade é algo mais do que religião. Faz da glória de Deus o objecto da tua vida; vive na Sua presença; mora perto dEle; procura conseguir comunhão com Ele, e assim terás “piedade.” E a esta acrescenta amor fraternal. Tem amor para com todos os santos. E acrescenta a este a caridade, a qual abre os seus braços a todos os homens e ama as suas almas. Quando estiveres adornado com estas jóias, e na exacta proporção em que pratiques estas virtudes celestiais, chegarás a conhecer com a mais clara evidência “a tua vocação e eleição.” “Pondo nisto mesmo toda a diligência” se quiseres obter segurança, visto que a indiferença e a dúvida, muito naturalmente, andam de mãos dadas.




Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: