… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 26 de julho de 2017

26 de julho


Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon

26 de julho DEIXA QUE DEUS TE GUIE

“E os moradores de Gibeon, ouvindo o que Josué fizera com Jericó e com Ai, usaram de astúcia, e foram e se fingiram embaixadores; e tomaram sacos velhos sobre os seus jumentos, e odres de vinho velhos, e rotos, e remendados.” (Js 9:3-4, ARC, Pt)

Penso que as nossas provas provêm, com frequência, por assuntos que não levamos ante o Senhor e inclusivamente mais, estou seguro de que cometemos os maiores erros naqueles assuntos que consideramos mais simples e que não levamos ao Senhor do que naqueles que Lhos levamos a Ele. Os moradores de Gibeon enganaram os homens de Israel porque tomaram sacos velhos e odres de vinho velhos, e rotos, e remendados, e os israelitas disseram: “Está claro que estes homens têm de ter vindo de muito longe para ter as suas coisas assim”, de modo que fizeram um pacto com eles sem buscar a vontade do Senhor. Se tudo não lhes tivesse parecido tão claro, teriam ido ao Senhor em busca de direção, e Ele os teria guiado de forma correta. Equivocas-te quando pensas que podes ver o teu caminho, mas quando não podes ver o teu caminho e confias que Deus te guiará por uma senda que não conheces, irás bem. Estou persuadido de que o assunto mais simples e corriqueiro que não levamos a Cristo se converterá num problema, enquanto que o mais intrincado labirinto, sob a direção de Jesus Cristo, será um caminho seguro para os pés de todos os que confiam na sabedoria infalível do seu Senhor e Salvador.



Através da Bíblia num ano: Et 4-7



 Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: