… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 31 de julho de 2017

31 de julho


C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
31 de julho

“Destes foram também os cantores… de dia e de noite, estava a seu cargo ocuparem-se naquela obra.” (1Cr 9:33, ARC, Pt)


TÃO bem ordenado estava isto no templo que o canto sagrado nunca cessava. Continuamente os cantores louvavam o Senhor, Cuja misericórdia permanece para sempre. Como a graça não cessava de reger tanto de dia como de noite, assim, tampouco a música silenciava o seu santo ministério. Meu coração, há para ti nestes incessantes cantos do templo de Sião, uma lição que te é ensinada melodiosamente: tu também és um constante devedor; olha, pois, que a tua gratidão, à semelhança da caridade, nunca falte. O louvor de Deus é constante no Céu, onde estará a tua permanente morada; aprende, pois, a cantar a eterna aleluia. Em redor da Terra, enquanto o Sol derrama a sua luz, os seus raios movem os crentes agradecidos a entoar os seus hinos matutinos, de tal modo que, pelo sacerdócio dos santos, os louvores perpétuos se mantêm em todo o momento. Estes crentes rodeiam o nosso globo com um manto de ação de graças e o cingem com um cinto áureo de cantos.

O Senhor merece ser louvado sempre pelo que Ele é em Si mesmo, pelas Suas obras de criação e providência, pela Sua bondade para com as Suas criaturas, e, especialmente, pela transcendente obra da redenção e pela maravilhosa bênção que se desprende dela. É sempre proveitoso louvar o Senhor; pois isso alegra o dia e aclara a noite, alivia o trabalho, mitiga a dor e derrama sobre as alegrias terrestres um esplendor santificante com o fim de que estas não nos ceguem com o seu brilho. Nós não temos nada acerca do que cantar neste momento? Não podemos compor um canto sobre os nos gozos presentes, ou sobre as nossas libertações passadas ou sobre as nossas esperanças futuras? A terra produz os seus frutos estivais; a forragem é armazenada, o grão dourado espera a foice, e, enquanto o sol tarda a pôr-se com o fim de continuar resplandecendo sobre a terra fecunda, corta as horas de escuridão para que nós possamos prolongar as horas de culto piedoso. Que nós nos determinemos, pelo amor de Jesus, a terminar o dia com um salmo de gozo santificado.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: