… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 4 de julho de 2017

4 de julho

C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
4 de julho

“Santifica-os na verdade.” (Jo 17:17, ARC, Pt)

A santificação começa na regeneração. O Espírito de Deus infunde no homem aquele novo princípio vital pelo qual ele se torna “uma nova criatura” em Cristo Jesus. Esta obra, que começa no novo nascimento, prossegue em dois modos: pela mortificação, mediante a qual as concupiscências da carne são dominadas e sujeitas; e pela vivificação, pela qual a vida que Deus pôs em nós será transformada numa fonte que salte para a vida eterna. Esta obra prossegue diariamente no que se chama “perseverança”, em virtude da qual o Cristão é preservado e conservado em estado de graça e o faz abundar em boas obras para louvor e glória de Deus; e, por fim, esta obra culmina ou alcança a sua perfeição na “glória”, quando a alma, completamente purificada, é levada a habitar à mão direita da Majestade, nas alturas, com os santos. Mas, ao passo que o Espírito de Deus é, como acabamos de dizer, o autor da santificação, há, não obstante, uma agência visível empregada que não deve ser esquecida. “Santifica-os” -diz Jesus- “na verdade; a Tua palavra é a verdade.” São muitas as passagens da Sagrada Escritura que provam que a Palavra de Deus é o instrumento da nossa santificação. O Espírito de Deus leva para a nossa mente os preceitos e doutrinas da verdade e aplica-os com poder. Estes preceitos escutados com o ouvido e recebidos no coração, obram em nós o querer e o fazer pela boa vontade de Deus. A verdade é aquela que santifica, e se nós não ouvimos ou não lemos a verdade, não cresceremos em santificação. Nós só progredimos na vida perfeita quando progredimos no conhecimento perfeito. “Lâmpada para os meus pés é a Tua palavra, e luz para o meu caminho.” Não digas do erro: “É só uma questão de opinião.” Ninguém consente um erro de opinião sem que mais cedo ou mais tarde tolere um erro na prática. Mantém firmemente a verdade, pois fazendo-o, serás santificado pelo Espírito de Deus.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: