… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 4 de julho de 2017

4 de julho


C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
4 de julho


“A ti, porém, Eu livrarei naquele dia, diz o SENHOR, e não serás entregue na mão dos homens, a quem temes.” (Jr 39:17, ARC, Pt)

Quando os fiéis do SENHOR estão sofrendo por Ele, receberão dEle mesmo doces mensagens de amor, e algumas vezes, terão (receberão) alegres notícias, para (dar) àqueles que com eles simpatizam e os ajudam. Ebed-melech era apenas um etíope desprezado, mas foi bondoso para com Jeremias, e por isso o SENHOR enviou-lhe esta promessa especial pela boca do Seu profeta. Pensemos sempre nos servos de Deus perseguidos, e Ele nos recompensará.

Ebed-melech estava para ser libertado dos homens cuja vingança ele temia. Ele era um pobre homem, porém, o SENHOR cuidaria dele. Milhares foram chacinados pelos Caldeus, mas ele não podia sofrer dano algum. Também nós podemos estar amedrontados de alguns grandes que são frios (têm amargura) contra nós (que são nossos inimigos implacáveis; que nos odeiam); mas, se nós tivermos sido fiéis à Causa do SENHOR na hora da perseguição, Ele será fiel para connosco. Afinal, o que pode um homem fazer sem a permissão do SENHOR? Ele põe um freio na boca do furor (blasfemadora), e uma brida na cabeça do poder. Temamos ao SENHOR, e não teremos de temer ninguém mais. Nem um copo de água fria dado a um desprezado profeta de Deus, ficará sem a sua recompensa; e se tomarmos o partido de Jesus, Jesus nos defenderá.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: