… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 7 de julho de 2017

7 de julho


C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
7 de julho

“E, passando eu por ti, disse-te: vive.” (Ez 16:6, ARC, Pt)

SALVO, considera com agradecimento esta ordem [1] de graça. Observa que esta ordem [2] de Deus é sublime. Neste texto, vemos um pecador que em si mesmo nada tem a não ser pecado, nada esperando a não ser ira. Porém, o eterno SENHOR passa perto na Sua glória, Ele olha, Ele detém-Se e Ele pronuncia esta única, mas régia palavra: “Vive.” Aqui fala Deus. Quem, a não ser Ele, poderia atrever-Se a tratar assim com a vida e a distribui-la com duas simples sílabas? Além disso, esta ordem é múltipla. Quando o Senhor diz “Vive”, isso inclui muitas coisas. Aqui há vida judicial. O pecador está pronto para ser condenado, mas o Poderoso diz “Vive”, e ele levanta-se perdoado e absolvido. Esta é vida espiritual. Nós não conhecíamos Jesus; os nossos olhos não podiam ver Cristo; os nossos ouvidos não podiam ouvir a Sua voz. Jeová disse: “Vive” e nós que estávamos mortos em delitos e pecados, fomos vivificados. Além disso, isto inclui vida gloriosa, que é a perfeição da vida espiritual. “Disse-te: Vive” e essa palavra desliza através de todos os anos até que a morte chega, e, no meio das sombras da morte, ouve-se ainda a voz do SENHOR: “Vive!” Na manhã da ressurreição é aquela mesma voz a que é repetida pelo arcanjo: “Vive”; e, quando os santos espíritos sobem para o Céu, a fim de serem bem-aventurados para sempre na glória do seu Deus, fazem-no em virtude da mesma palavra: “Vive.” Observa, além disso, que esta é uma ordem irresistível. Saulo de Tarso está no caminho para Damasco a fim de prender os santos do Deus vivo. Ouve-se uma voz vinda do céu e vê-se uma luz que sobrepuja o resplendor do sol e Saulo clama: “Senhor, que queres que faça?” Esta ordem é uma ordem de livre graça. A salvação dos pecadores realiza-se só e exclusivamente porque Deus o quer, para magnificar a Sua livre, gratuita, espontânea graça. Cristãos, vede a vossa posição, pois sois devedores com a graça. Mostrai a vossa gratidão através duma vida diligente, parecida com a de Cristo, e como Deus te tem mandado viver, procura viver a sério.



[1] mandate [literal] n. ordem judicial ou legal proveniente de superior; (poet.) ordem.
[2] fiat [literal] n. autorização; ordem; decreto.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: