… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

10 de agosto

“Aos Pés Do Mestre”
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras 
de
C. H. Spurgeon

10 de agosto O HOMEM QUE É CUIDADOSO

“Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.”( Sl 1:1, ARC, Pt)

Não é bom que te vejam parado, muito menos sentado com homens que têm atitudes perversas e conversações corruptas. Talvez tenhas escutado a história, é tão boa que vale a pena repeti-la, da senhora que pôs um anúncio em busca de um cocheiro e esperou até ter três candidatos. Ao primeiro disse-lhe o seguinte: «Quero um bom cocheiro que seja capaz de guiar os meus dois cavalos e, portanto, pergunto-te: quão perto do perigo podes guiar o coche e sentir-te seguro?» Ele contestou-lhe: «Bom, eu poderia guiá-lo até muito perto do perigo; poderia chegar até a um passo do precipício sem temor de sofrer um acidente sempre e quando sustenha as rédeas». A senhora despediu-o com a segurança de que não serviria. Ao segundo que veio fez-lhe a mesma pergunta: «Quão perto do perigo poderias guiar o coche?» Com a determinação de obter o posto, ele disse: «Poderia dirigir à distância da grossura de um cabelo e não sofrer nenhum percalço». «Tu não preenches os requisitos», disse ela. Veio o terceiro, mas a sua maneira de pensar era diferente, assim quando lhe fizeram a pergunta: «Quão perto do perigo poderias dirigir?», este respondeu: «Senhora, nunca o tentei. Sempre tive como regra dirigir tão longe do perigo como me é possível». A senhora contratou-o imediatamente. Da mesma maneira, creio que de todos os homens o mais confiável é o que toma cuidado de não correr riscos, ao ter o temor de Deus em seu coração, e de limitar-se de qualquer conduta errada.

Através da Bíblia num ano: Hb 3-4


Tradução de Carlos António da Rocha

*** 

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizado exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: