… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

15 de setembro


C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
15 de setembro
Ele não teme más notícias.” (Sl 112:7, ARC, Pt)

CRISTÃO, tu não deves temer a chegada de más notícias, porque se tu te afliges por causa delas, o que mais fazes do que os outros homens? Os outros homens não têm como tu a Deus, a Quem acudir; não têm provado a Sua fidelidade, como tu o tens feito, e não há que admirar se eles se abatem com sobressaltos e se acovardam com temor. Porém, tu professas ser de outro espírito; tens sido gerado de novo para uma viva esperança, e o teu coração vive no Céu e não nas coisas mundanas. Agora, se estás com o espírito perturbado, qual é o valor da graça que professas ter recebido? Onde está a dignidade daquela nova criação que alegas possuir?

Além disso, se, como os outros, estás cheio de sobressaltos, serás induzido a cometer os mesmos pecados que eles cometem, quando estão passando por penosas circunstâncias. Os ímpios, quando são surpreendidos por más notícias, rebelam-se contra Deus, murmuram e pensam que Deus os trata duramente. Queres tu cair no mesmo pecado? Queres provocar ao Senhor, como eles o fazem?

Além disso, os homens não convertidos recorrem frequentemente a meios erróneos para escapar das suas dificuldades, e tu, sem dúvida, farás o mesmo se te renderes à pressão da presente dificuldade. Confia no Senhor e espera pacientemente nEle. O melhor rumo que podes tomar é fazer o que fez Moisés ante o Mar Vermelho: “Estar quieto e ver a salvação de Deus”. Porque se dá cabimento ao temor quando ouves más notícias, serás incapaz de fazer frente à aflição, com aquela serena tranquilidade, que te dá forças para cumprir com o dever e te sustenta na adversidade. Como podes glorificar a Deus, se fizeres o papel do covarde? Os santos têm cantado frequentemente no fogo os melhores louvores a Deus, porém, irão as tuas dúvidas e desalentos, como se tu não tivesses ninguém para te ajudar, magnificar o Altíssimo? Então, toma coragem, e confiando na fidelidade segura do pacto do teu Deus, “Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.”


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: