… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

12 de outubro


C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
12 de outubro
“E o SENHOR teu Deus circuncidará o teu coração, e o coração de tua descendência, para amares ao SENHOR teu Deus com todo o coração, e com toda a tua alma, para que vivas.” (Dt 30:6, ARC, Pt)

Aqui lemos acerca da verdadeira circuncisão. Notai o seu autor: “o SENHOR teu Deus.” Só Ele pode tratar eficazmente com o nosso coração, e tirar a sua carnalidade e a sua corrupção. Fazer-nos amar a Deus com todo o nosso coração e de toda a nossa alma é um milagre da graça que só o Espírito Santo pode obrar. Para isso é-nos necessário, apenas, olhar para o SENHOR, e não nos satisfazermos com menos do que isto.

Notai onde tem lugar esta circuncisão. Não é na carne, mas no espírito. É a marca essencial do pacto da graça. O amor a Deus é a marca indelével da semente escolhida; por este selo secreto, a eleição de graça é certificada ao crente. Devemos cuidar para não confiarmos em nenhum rito externo, mas que sejamos selados no coração pela operação do Espírito Santo.

Notai o resultado: «para que vivas». A inclinação da carne é morte. Vencendo a carne achamos vida e paz. Se andarmos nas coisas do Espírito, viveremos. Oh, que Jeová, nosso Deus, cumpra a Sua obra de graça nas nossas naturezas internas, para que, no sentido mais pleno e mais elevado, possamos viver para o SENHOR.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: