… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

14 de outubro


Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras 
de
C. H. Spurgeon

14 de outubro – A NOSSA MAIS SAGRADA OCUPAÇÃO

“Bendito seja o Deus e Pai do nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo, para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo de entre os mortos. Para uma herança incorruptível, incontaminável, e que se não pode murchar, guardada nos céus para vós, que, mediante a fé, estais guardados, na virtude de Deus, para a salvação, já prestes para se revelar no último tempo.” (1Pe 1:3-5, ARC, Pt)

Na atualidade, parece que a opinião de muitos é que o papel da igreja é educar as pessoas. Asseguro-te que a educação é algo muito valioso, tão valioso que estou convencido de que todas as igrejas cristãs se regozijar-se-iam de ter um sistema nacional de educação que, ao processar-se de forma correta, capacita as crianças desta nação e coloca as chaves do conhecimento nas suas mãos. Mas se a igreja de Deus pensa que está no mundo só para capacitar as faculdades mentais, tem cometido um grave erro porque o objetivo do cristianismo não é educar as pessoas para as ocupações seculares, ou educá-los nas mais finas artes ou nas profissões elegantes, ou capacitá-los para desfrutar da beleza da natureza ou dos encantos da poesia. Jesus Cristo não veio ao mundo para nenhuma destas coisas, mas, sim, veio buscar e salvar o que se havia perdido, e deu à Sua igreja a mesma incumbência, que trairia o Mestre que a enviou se ao contemplar a beleza da arte e a natureza se esquecesse de que pregar a Cristo e a Este crucificado é o único objetivo para o qual existe entre os filhos dos homens. O negócio da igreja é a salvação.



A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: 1Jo 1-5


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: