… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 15 de outubro de 2016

15 de outubro


Oswald Chambers 
My Utmost for His Highest
15 de outubro A CHAVE PARA A OBRA DO MISSIONÁRIO(2)

“E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas, também, pelos de todo o mundo.” (1 Jo 2:2, ARC, Pt)

A chave para a mensagem do missionário é a propiciação de Jesus Cristo, o Seu sacrifício por nós que satisfez completamente a ira de Deus. Considera qualquer outro aspecto da obra de Cristo, quer a cura, a salvação, quer a santificação, e verás que não existe nada de ilimitado sobre isso. Mas “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!” — isto sim é ilimitado” (Jo1:29, ARC, Pt). A mensagem do missionário apoia-se na importância ilimitada de Jesus Cristo como a propiciação pelos nossos pecados, e um missionário é alguém que está imerso na verdade dessa revelação.

A verdadeira chave para a mensagem do missionário é o aspecto “remissionário” da vida de Cristo, não a Sua benevolência, a Sua bondade, e nem sequer a Sua revelação da paternidade de Deus para nós. “ ... E em Seu nome se pregasse o arrependimento e remissão dos pecados, em todas as nações ...” (Lc 24:47, ARC, Pt). A maior mensagem e de importância ilimitada é que “Ele é a propiciação pelos nossos pecados ...” A mensagem do missionário não é nacionalista, preferindo nações ou indivíduos; ela é para “todas as nações.” Quando o Espírito Santo vem à minha vida, Ele não considera as minhas predileções ou preferências; Ele simplesmente me coloca em unidade com o Senhor Jesus.

Um missionário é alguém que é obrigado moralmente pelo casamento com a missão especificada e com o propósito do seu Senhor e Mestre. Ele não tem de proclamar o seu próprio ponto de vista, mas de unicamente proclamar “o Cordeiro de Deus.” É mais fácil pertencer a uma fação do que simplesmente dizer o que Jesus Cristo fez por mim, e é mais fácil tornar-me um devoto da cura divina, ou de um tipo especial de santificação, ou do batismo do Espírito Santo. Mas Paulo não disse: “Ai de mim se eu não pregar o que Cristo fez por mim”, mas, “... Ai de mim se não anunciar o evangelho!” (1Co 9:16, ARC, Pt). E este é o evangelho— “O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!”



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: