… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 16 de outubro de 2016

16 de outubro


C. H. Spurgeon

Livro de Cheques do Banco da Fé
16 de outubro

“Porque Eu vivo, e vós vivereis.” (Jo 14:19, ARC, Pt)

Jesus faz com que a vida que os crentes têm nEle seja tão segura como a Sua. Tão seguramente como vive a cabeça, viverão os membros. Se Jesus não ressuscitou dos mortos, então estamos mortos em nossos delitos; porém, posto que Ele ressuscitou, todos os crentes têm ressuscitado nEle também. A Sua morte tem apagado todas as nossas transgressões e desatado os laços que nos prendiam debaixo da sentença de morte. A Sua ressurreição prova a nossa justificação; fomos absolvidos e a misericórdia diz: “O SENHOR tem remido o teu pecado: não morrerás.”



Jesus faz com que a vida do Seu povo seja tão eterna como a Sua. Como podemos morrer, enquanto Ele vive, sendo um com Ele? Como Ele jamais morrerá, e a morte não mais terá domínio sobre Ele, também eles não voltarão mais ao sepulcro dos seus velhos pecados, mas viverão para o SENHOR, em novidade de vida. Oh, crente, quando estiveres em grande tentação e temeres que um dia cairás debaixo da mão do inimigo, que isto te reanime! Tu nunca perderás a vida espiritual, porque ela está escondida com Cristo em Deus. Não duvides da imortalidade do SENHOR; portanto não penses que te deixará morrer, estando, como estás unido com Ele. A razão a favor da tua vida, é a Sua vida, e por essa não deves temer; por isso, descansa no teu SENHOR vivo.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: