… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 18 de outubro de 2016

18 de outubro

C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
18 de outubro

“As tuas veredas destilam gordura.” (Sl 65:11, ARC, Pt)

MUITAS são “as veredas do Senhor” que destilam gordura, mas uma das principais é a vereda da oração. Nenhum crente que permaneça muito tempo em oração privada, precisará de clamar: “Emagreço, emagreço, ai de mim!” As almas famintas vivem longe do propiciatório, e assemelham-se aos campos queimados em tempo de seca. A oração insistente e fervorosa faz o crente forte e feliz. O lugar mais próximo da porta do Céu é o trono da graça celestial. Permanece muito a sós com Jesus, e terás muita firmeza; mas se permaneceres pouco, a tua religião será superficial e estará contaminada com muitas dúvidas e muitos temores, e não brilhará com o gozo do Senhor. Já que a vereda da oração enriquece a alma ela está aberta até para o mais fraco dos santos; já que não se requer nenhuma instrução superior para andar nela, e já que não és convidado a vir por seres um crente avançado, mas simplesmente por seres crente, procura, querido leitor, estar amiúde na vereda da devoção privada.

Outra das veredas principais que derramam gordura sobre os que andam nela, é a comunhão privada. Oh quão desejáveis são as delícias da comunhão com Jesus! A Terra não tem palavras que possam expressar a santa calma da alma que se recosta no seio de Jesus. Poucos Cristãos entendem isto; vivem num nível baixo e rara vez sobem ao cume do monte Nebo. Vivem no átrio de fora, não entram no santo palácio, e não lançam mão do privilégio do sacerdócio. De longe olham para o sacrifício, mas não se sentam com o sacerdote a comer com ele e a desfrutar da gordura do holocausto. Mas tu, leitor, senta-te sempre sob a sombra de Jesus. Sobe à palmeira e deita a mãos aos seus ramos. Que o teu Amado seja para ti como a macieira entre as árvores silvestres e tu saciar-te-ás com o tutano e a gordura. Oh Jesus, visita-nos com a Tua salvação!


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Tenho deixado os meus leitores desfrutarem das publicações inéditas que vou apensando diariamente no meu blogue. Casualmente verifiquei que as Meditações Matutinas e Vespertinas de C. H. Spurgeon que eu traduzi estão publicadas quase ipsis verbis no Brasil, sem indicação do autor, ao preço de R$45,00 e em Portugal a €19.99 EUR!!!

Que roubalheira!!!

Isto dói e não é sério nem cristão.

Carlos

Sem comentários: