… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

19 de outubro



C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
19 de outubro
“Meninos em Cristo.” (1Co 3:1, ARC, Pt)

CRENTE, lamentas-te porque a tua vida cristã é tão débil e porque a tua fé é tão pequena e o teu amor seja tão fraco? Anima-te!, pois tens motivo para estares agradecido. Recorda-te de que em algumas coisas és igual ao maior e mais maduro dos Cristãos. Tu e ele foram comprados com sangue e adotados como filhos de Deus. Um bebé é tanto filho de seus pais como o é o homem adulto. Tu estás tão completamente justificado como qualquer crente, pois a justificação não se dá por graus. A tua escassa fé limpou-te completamente. Tu tens tanto direito às coisas preciosas do pacto como o têm os crentes mais avançados, porquanto o teu direito à misericórdia do pacto não depende do teu desenvolvimento mas do pacto em si mesmo. E a tua fé em Jesus não é a medida da tua herança, mas o sinal da tua herança nEle. Tu és tão rico como o mais rico dos crentes, e se não o és em prazer, ao menos, o és em posse efetiva. A estrela mais pequena que brilha está colocada no céu, e, o raio de luz mais fraco tem relação com o Sol. No registo familiar da glória tanto o mais pequeno como o maior são inscritos com a mesma caneta. Para o coração do Pai tu és tão querido como o membro mais esplêndido da família. Jesus cuida muito ternamente de ti. Tu és semelhante ao morrão que fumega. Alguém de espírito tosco dirá: “Apaga esse morrão que fumega, pois enche o aposento dum cheiro desagradável”. Mas Jesus não apagará o morrão que fumega. Tu és semelhante a uma cana quebrada. Uma mão menos terna do que a do Músico Principal desprezá-la-ia e deitá-la-ia fora, mas Jesus não esmagará a cana quebrada. Em vez de estares abatido por causa do que és, deverias glorificar-te em Cristo. Sou pequeno em Israel? Contudo, em Cristo, me tem feito assentar nos lugares celestiais. Sou pobre na fé? Sem embargo, em Jesus sou herdeiro de todas as coisas. Ainda que eu seja menos do que nada e como uma coisa vã, contudo, regozijar-me-ei no Senhor e glorificar-me-ei no Deus da minha salvação.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Tenho deixado os meus leitores desfrutarem das publicações inéditas que vou apensando diariamente no meu blogue. Casualmente verifiquei que as Meditações Matutinas e Vespertinas de C. H. Spurgeon que eu traduzi estão publicadas quase ipsis verbis no Brasil, sem indicação do autor, ao preço de R$45,00 e em Portugal a €19.99 EUR!!!

Que roubalheira!!!

Isto dói e não é sério nem cristão.

Carlos

Sem comentários: