… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 2 de outubro de 2016

2 de outubro



William MacDonald
Um dia de cada vez
2 de outubro
“Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos.” (Dt 18:10-11, ARC, Pt)

Deus advertiu o Seu povo Israel contra qualquer afeição ao mundo do oculto. Todas as actividades que estão incluídas na lista dos versículos de hoje estão relacionadas com o demonismo e devem evitar-se. A advertência é tanto aplicável aos crentes de hoje como o foi para os do Antigo Testamento.

Adivinhar inclui o uso de uma bola de cristal; a clarividência; a leitura da mão; folhas de chá; a frenologia e, coisas similares, para predizer o futuro.

Um agoureiro é um astrólogo, quer dizer, alguém que observa a posição das estrelas e planetas para predizer a sua influência nos assuntos humanos. O horóscopo diário que aparece nos periódicos e nas revistas é astrologia, já que usa os signos do zodíaco.

Um adivinhador (sortílego)  é aquele que influencia outros por meio de feitiços e conjuros. Assim também, um feiticeiro é aquela pessoa que adquire e exerce poder sobrenatural através do contacto com os demónios. Estes contactos são essencialmente maus e daninhos.

Um encantador é alguém que amaldiçoa ou lança encantamentos sobre outros e que tem o poder demoníaco para fazer que aconteçam. (Não têm efeito sobre os crentes)

Os adivinhos são médiuns que podem estabelecer contacto com o mundo dos espíritos maus. Estes espíritos frequentemente fazem-se passar por parentes mortos daqueles que os consultam.

Um mago é a pessoa que emprega as artes mágicas no reino do espiritismo. Em algumas ocasiões “mago” é a forma masculina da palavra “bruxa”.

O que consulta aos mortos afirma conjurar os espíritos dos mortos a fim de revelar o futuro, ou de influenciar em eventos.

Os Cristãos devem evitar a todos estes e também aquelas manifestações modernas do espiritismo tais como o ioga, a meditação transcendental, o Hare Krishna, sessões de espiritismo, magia negra ou branca, hipnotismo, adivinhação por meio da água, saúde espírita, numerologia e orações pelos mortos. Também é necessário saber que todos estes elementos formam o repertório dos espíritas: drogas que expandem a mente, o tabuleiro de Ouija, jogos de cartas, o tarot, jogo de dados, pendentes e medalhões, amuletos, dominós, varas e ossos (quando se usam com propósitos místicos).

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: