… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 22 de outubro de 2016

22 de outubro

C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
22 de outubro
“Há de receber do que é Meu e vo-lo há de anunciar.” (Jo 16:15, ARC, Pt)

HÁ ocasiões quando todas as promessas e doutrinas da Bíblia não têm para nós nenhum valor, a não ser que uma mão bondosa no-las aplique. Estamos sedentos, porém, sentimo-nos demasiado exaustos para nos arrastarmos até às água do riacho. Quando um soldado é ferido em alguma batalha, tem para ele pouca utilidade saber que existem no hospital aqueles que podem enfaixar as suas feridas, e que aí há remédios para aliviar todas as dores que ele agora está sofrendo: o que ele precisa é que o levem para lá, e lhe apliquem os remédios. Também é assim com as nossas almas, e para satisfazer esta necessidade existe um só, o Espírito de verdade, que toma das coisas de Jesus e no-las aplica. Não penses que Cristo tenha colocado os Seus gozos nas prateleiras do Céu para que nós subamos, pelos nossos próprios meios, até onde eles estão, apenas é Ele que Se aproxima de nós e derrama a Sua paz em nossos corações. Oh, Cristão, se esta noite estás sofrendo sob o peso de profunda angústia, teu Pai não te fará promessas para te deixar, logo que tu as tires da Palavra como se tiram os baldes de um poço, porém as promessas que Ele escreveu na Sua Palavra, Ele as escreverá de novo no teu coração. Ele te manifestará o Seu amor, e, pelo Seu bendito Espírito dissipará as tuas preocupações e problemas. Que te seja notório, oh enlutado, que é prerrogativa de Deus enxugar toda a lágrima dos olhos do Seu povo. O bom Samaritano nunca disse “Aqui está o vinho e o azeite para ti”; ele, verdadeiramente, derramou o vinho e o azeite nas feridas. Assim Jesus não somente te dá o doce vinho da promessa, mas, também, aproxima o cálice de ouro dos teus lábios e deita o sangue que dá vida na tua boca. O pobre, o doente, o exausto peregrino no seu caminho, não é meramente encorajado a andar, mas é levado sobre asas de águia. Glorioso Evangelho! Que provê tudo para o necessitado; que se aproxima de nós quando nós não o podemos alcançar e nos traz graça antes que nós a busquemos! Aqui há tanta glória no dar como na dádiva. Bem-aventurado o povo que tem o Espírito Santo para que Este o traga a Jesus!


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.


Tenho deixado os meus leitores desfrutarem das publicações inéditas que vou apensando diariamente no meu blogue. Casualmente verifiquei que as Meditações Matutinas e Vespertinas de C. H. Spurgeon que eu traduzi estão publicadas quase ipsis verbis no Brasil, sem indicação do autor, ao preço de R$45,00 e em Portugal a €19.99 EUR!!!

Que roubalheira!!!

Isto dói e não é sério nem cristão.

Carlos

Sem comentários: