… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

24 de outubro


C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
24 de outubro
“As árvores do SENHOR fartam-se de seiva.” (Sl 104:16, ARC, Pt)

SEM seiva, as árvores não podem florescer, nem mesmo existir. A vitalidade é essencial para o Cristão. Para que possamos ser árvores do Senhor deve haver em nós vida, esse princípio vital, que o Espírito Santo nos comunica. O mero nome de Cristão é apenas uma coisa morta; temos de estar cheios do espírito da vida divina. Esta vida é misteriosa. Nós não entendemos a circulação da seiva; não conhecemos a força pela qual ela sobe, nem aquela pela qual ela desce. Assim, também a vida que está em nós é um sagrado mistério. A Regeneração é feita pelo Espírito Santo, que entra no homem e chega a ser a vida do homem. Esta vida divina no crente nutre-se, depois, da carne e do sangue de Cristo, e sustenta-se assim com alimento divino, mas ninguém nos pode explicar donde vem e para onde vai. Que coisa secreta é a seiva! As raízes introduzem-se no chão com os seus pequenas espongíolos, mas não podemos ver quando absorvem os diversos gases ou quando transformam o mineral em vegetal. Esta função realiza-se debaixo da terra, em oculto. A nossa raiz é Cristo Jesus, e a nossa vida está escondida nEle; este é o segredo do Senhor. A raiz da vida cristã é como a própria vida um segredo. Quão permanentemente activa é a seiva no cedro! No Cristão, a vida divina está sempre cheia de energia, mas essa energia nem sempre dá fruto, se não obrar interiormente. Os dons do crente não estão todos em constante actividade, mas a sua vida interior nunca cessa de palpitar. O crente não está sempre trabalhando para o Senhor, mas o seu coração vive sempre nEle. Como a seiva se manifesta produzindo as folhas e os frutos da árvore, assim os dons de um verdadeiro Cristão manifestam-se na sua conduta e na sua conversação. Se falas com ele, ele não pode deixar de falar de Jesus. Se observas os seus actos, verás que ele esteve com Jesus. Tem no seu interior tanta seiva, que ele deve encher a sua conduta e a sua conversação com vida.



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.


Tenho deixado os meus leitores desfrutarem das publicações inéditas que vou apensando diariamente no meu blogue. Casualmente verifiquei que as Meditações Matutinas e Vespertinas de C. H. Spurgeon que eu traduzi estão publicadas ipsis verbis no Brasil, sem indicação do autor, ao preço de R$45,00 e em Portugal a €19.99 EUR!!!
Que roubalheira!!!
Isto dói e não é sério nem cristão.
Carlos

Sem comentários: