… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

24 de outubro

Oswald Chambers 
My Utmost for His Highest
24 de outubro A PERSPECTIVA CORRETA

“E, graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo ...” (2Co 2:14, ARC, Pt)

A perspectiva correta de um servo de Deus deve ser sempre atingir o máximo e não simplesmente esforçar-se para chegar lá perto. Tem o cuidado de manter eficazmente a perspectiva de Deus, e lembra-te que isso deve ser feito todos os dias, pouco a pouco. Não penses num nível finito. Nenhum poder externo pode tocar na perspectiva correta.

A perspectiva correta que devemos manter é que estamos aqui para um único propósito— o de sermos cativos marchando no séquito vitorioso de Cristo. Não estamos em exibição na vitrina de Deus— estamos aqui para mostrar apenas uma coisa: a “catividade [das nossas vidas] à obediência de Cristo” (II Coríntios 10:5, ARC, Pt). Como são insignificantes todas as outras perspectivas! Por exemplo, os que dizem: “Sou o único que está lutando a favor de Jesus”, ou “Eu tenho de manter a causa de Cristo e defender esta fortaleza para Ele.” Porém, em essência, Paulo disse: “Eu pertenço ao séquito de um vencedor, e não importa quais são as dificuldades, visto que sou sempre levado em triunfo.” Está esta ideia sendo realizada de maneira prática nas nossas vidas? O gozo secreto de Paulo era que Deus o tinha tomado como um notório rebelde contrário a Jesus Cristo, e fez dele um cativo — e isso tornou-se o seu propósito. Era a alegria de Paul ser um prisioneiro do Senhor, e ele não tinha outro interesse no céu ou na terra. É uma coisa vergonhosa para um Cristão falar interessado em como obter a vitória. Devemos pertencer ao Vencedor de uma maneira tão completa que a vitória é sempre dEle, e “nós somos mais do que vencedores, por Ele ...” (Rm 8:37, ARC, Pt).

“Para Deus, somos o bom cheiro de Cristo ...” (2Co 2:15, ARC, Pt). Estamos envolvidos com o aroma doce de Jesus, e para onde que vamos somos um maravilhoso refrigério para Deus.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: