… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

28 de outubro


Oswald Chambers 
My Utmost for His Highest
28 de outubro A JUSTIFICAÇÃO PELA FÉ



“Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus, pela morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.” (Romanos 5:10, ARC, Pt)

Eu não sou salvo por crer— simplesmente compreendo que sou salvo por crer. E não é o arrependimento que me salva— o arrependimento é apenas o sinal de que eu compreendo o que Deus realizou através de Cristo Jesus. O perigo aqui está em pôr a ênfase sobre o efeito, em vez de sobre a causa. É a minha obediência, que me reconcilia com Deus? Ou a minha consagração ou dedicação? Nunca é isso! Eu sou reconciliado com Deus, porque, antes de tudo isso, Cristo morreu. Quando me volto para Deus e pela fé aceito o que Deus me revela, a maravilhosa expiação pela ação da Cruz de Cristo coloca-me instantaneamente numa relação correta Deus. E, como resultado do milagre sobrenatural da graça de Deus eu sou justificado, não porque sofro pelo meu pecado, ou porque me arrependo, mas por causa do que Jesus fez. O Espírito de Deus traz-me a justificação com uma luz esmagadora e resplandecente, e eu sei que estou salvo, embora eu não saiba como isso ocorreu.

A salvação que vem de Deus não se baseia na lógica humana, mas na morte sacrificial de Jesus. Nós podemos nascer de novo unicamente por causa da expiação de nosso Senhor. Homens e mulheres pecadores podem ser transformados em novas criações, não por intermédio do seu arrependimento ou da sua fé, mas através da maravilhosa obra de Deus em Cristo Jesus que precedeu toda a nossa experiência (vê II Coríntios 5:17-19). A inexpugnável segurança da justificação e santificação é o próprio Deus. Nós mesmos não temos de realizar estas coisas— elas foram realizadas por meio da expiação da Cruz de Cristo. O sobrenatural torna-se natural para nós através do milagre de Deus, e há a compreensão do que Jesus Cristo já fez— “Está consumado!” (Jo 19:30, ARC, Pt).



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: