… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

28 de outubro



C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
28 de outubro
“E lhes será perdoado, porquanto foi por ignorância” (Nm 15:25, ARC, Pt)

Devido à nossa ignorância não conhecemos perfeitamente os nossos pecados cometidos por ignorância. Podemos, todavia, estar certos de que são muitos, tanto de comissão como de omissão. Com toda a sinceridade podemos fazer um serviço para Deus, que Ele nunca tenha mandado e que nunca irá aceitar.

O SENHOR conhece cada um destes pecados de ignorância. Isto poderia perturbar-nos, visto Ele poder com justiça pedir-nos conta destes pecados; por outro lado, porém, a fé encontra consolo nesta verdade, porque o SENHOR terá cuidado em limpar as manchas que nos passam despercebidas. Ele vê o pecado, e a fim de deixar de enxergá-lo, deita-o para trás das Suas costas.

O nosso grande conforto é que Jesus, o verdadeiro Sacerdote, tem feito expiação por toda a congregação dos filhos do Israel. Essa expiação garante o perdão de pecados desconhecidos. O Seu sangue precioso limpa-nos de todo o pecado. Quer os nossos olhos o tenham visto ou não, quer o tenhamos ou não chorado, Deus tem-no visto, Cristo tem-no expiado e o Espírito Santo dá testemunho do seu perdão, e desta maneira temos uma tríplice paz.

Oh, meu Pai, louvo o Teu conhecimento divino, que não só apreende as minhas iniquidades, mas provê uma expiação que me livra da culpabilidade delas, ainda antes de que eu saiba que sou culpado!


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: