… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

28 de outubro


C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
28 de outubro
“A Sua cabeça é como o ouro mais apurado, os seus cabelos são crespos, pretos como o corvo.” (Ct 5:11, ARC, Pt)

TODAS as comparações para descrever o Senhor Jesus fracassam, mas a esposa usa para isso a melhor comparação que tem ao seu alcance. Pela cabeça de Jesus podemos compreender a Sua Deidade, “porque a cabeça de Cristo é Deus”, e, então, o lingote de ouro puríssimo é a melhor metáfora que se pode conceber; mas, entretanto, tudo é muito pobre para descrever um ser tão precioso, tão puro, tão querido e tão glorioso. Jesus não é só um grão de ouro, mas um imenso globo dele, uma inestimável massa de tesouro que nem a Terra nem o Céu podem sobrepujar. As criaturas são mero ferro e barro; todas elas perecerão como madeira, feno e restolho, mas a eterna Cabeça da criação de Deus resplandecerá para todo o sempre. NEle não há mistura, nem o mais pequeno sinal de mistura. Ele é para sempre imensamente santo e inteiramente divino. Os cabelos crespos representam o Seu vigor varonil. No nosso Amado não há nada efeminado. Ele é o mais viril dos homens. Valente como um leão, laborioso como um boi, veloz como uma águia. Conquanto uma vez foi desprezado e rejeitado pelos homens, acha-se em Jesus toda a beleza concebível e inconcebível.

“Sua cabeça é como o ouro mais apurado;
Com o secreto perfume de cheiro agradável,
Seus cabelos crespos e encaracolados pendem todos
Tal como a plumagem preta do corvo.”

A glória da Sua cabeça não está rapada; Ele está eternamente coroado com incomparável majestade. O cabelo negro indica formosura juvenil, porquanto Jesus tem sobre Ele o orvalho da juventude. Outros decaem com os anos, mas Ele é para sempre um Sacerdote como o foi Melquisedec. Outros vêm e desaparecem, mas Ele permanece como Deus sobre o Seu trono pelos séculos dos séculos. Esta noite contemplá-Lo-emos e adorá-Lo-emos. Os anjos estão-No contemplando, os Seus redimidos, pois, não devem afastar os seus olhares dEle. Em que lugar mais, há um Amado como Ele? Oh, se pudéssemos ter com Ele um momento de comunhão! Ide embora, vós, intrusas inquietações! Jesus atrai-me e eu corro atrás dEle.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.


Tenho deixado os meus leitores desfrutarem das publicações inéditas que vou apensando diariamente no meu blogue. Casualmente verifiquei que as Meditações Matutinas e Vespertinas de C. H. Spurgeon que eu traduzi estão publicadas quase ipsis verbis no Brasil, sem indicação do autor, ao preço de R$45,00 e em Portugal a €19.99 EUR!!!

Que roubalheira!!!

Isto dói e não é sério nem cristão.

Carlos

Sem comentários: