… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

3 de outubro


C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
3 de outubro
“Ele mesmo, sendo tentado, padeceu.” (Hb 2:18, ARC, Pt)

É UM PENSAMENTO trivial, além disso, ainda ele sabe tal como o néctar para uma alma cansada: Jesus também foi tentado como eu o estou a ser. Tu tens ouvido esta verdade muitas vezes; compreende-la? Ele foi tentado pelos mesmos pecados que nos fazem cair. Não dissociemos Jesus da nossa comum natureza humana. Tu estás atravessando agora um quarto escuro, mas Jesus atravessou-o antes de ti. Tu estás empenhado numa dura lide, mas Jesus teve de fazer frente ao mesmo inimigo. Estejamos de bom ânimo, Cristo levou a carga antes de nós, e as pisadas do Rei da glória, manchadas de sangue, podem ver-se ao longo do caminho que nós atravessamos neste momento. Há algo ainda mais agradável: Jesus foi tentado, mas Jesus nunca pecou. Por conseguinte, minh’alma, não é preciso que tu peques, porque Jesus foi um homem, e se um homem sofreu essas tentações e não pecou, então, com o Seu poder os Seus membros podem também deixar de pecar. Alguns principiantes no início da sua vida evangélica pensam que não podem ser tentados sem pecar, mas estão errados. Não é pecado ser tentado, mas é pecado cair na tentação. Aqui há conforto para os que são terrivelmente tentados. Há ainda mais motivo para os encorajar se eles considerarem que o Senhor Jesus, ainda que tentado, triunfou gloriosamente, e como Ele venceu, assim também, com toda a certeza, vencerão Seus seguidores, porquanto Jesus é o representante do homem para com o Seu povo; a Cabeça triunfou e os membros compartilham a vitória. Os receios são desnecessários, porquanto Cristo está connosco, armado para a nossa defesa. O nosso lugar de segurança é o peito do Salvador. Talvez agora mesmo estejamos sob tentação com o fim de sermos levados para mais perto dEle. Bendito seja qualquer vento que nos empurre para o porto do amor do nosso Salvador! Ditosas feridas que nos fizeram procurar o nosso amado Médico! Vós, os que sois tentados, aproximai-vos do vosso tentado Salvador, porquanto Ele pode compadecer-Se das vossas fraquezas e socorrerá a cada tentado e induzido ao mal.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: