… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

domingo, 30 de outubro de 2016

30 de outubro


Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras 
de
C. H. Spurgeon

30 de outubro –  UMA ELEIÇÃO REDENTORA

Paulo, servo de Deus e apóstolo de Jesus Cristo, segundo a fé dos eleitos de Deus e o conhecimento da verdade que é segundo a piedade.” (Tt 1:1, ARC, Pt)

Nas Escrituras há uma doutrina que provém do Pai em particular. É a doutrina da eleição. O Pai elegeu-nos para que sejamos o Seu povo. Nas Escrituras, por toda a parte, isto é destacado como a obra da primeira Pessoa da bendita Trindade: eleger para Si mesmo um povo que viva para louvar a Sua glória. Pois bem, há muitos que querem entender esta doutrina. Conheci a muitos não convertidos que querem entendê-la. Com frequência recebo cartas de pessoas que não a compreendem. Dizem que sentiriam paz se conseguissem entender essa doutrina. Mas, se esta noite há alguns deles aqui, eu lhes falarei. Tu não podes entender a eleição, não podes chegar ao Pai por um caminho reto donde estás. Lê somente o sinal: “Ninguém pode chegar ao Pai sem ser por Mim (Jesus) “(Jo 14:6, aBÍBLIAparatodos, Pt). Então, se queres entender a eleição, começa com a redenção. Nunca entenderás a eleição eterna se não começas na cruz. Começa com isto: “Em Cristo, Deus estava reconciliando o mundo Consigo mesmo, não tomando em conta os seus pecados” (2Co 5:19).

Seria algo estranho que os nossos filhos insistissem em ir para a universidade antes de irem para o liceu. Seria algo estranho se um homem tomasse a sua Bíblia e começasse a lê-la de trás para diante e lesse primeiro o Apocalipse, e se todos os homens pronunciassem a oração do Senhor começando pelo “Amém” e assim continuassem até chegarem ao “Pai Nosso.” Não obstante, alguns insistem nisto. Fascina-os o mistério da soberania e da eleição e sentem-se obrigados a começar por isso. Não existe outro caminho para a eleição que não seja a redenção.

A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: Is 61-63



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: