… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 4 de outubro de 2016

4 de outubro


C. H. Spurgeon
Leituras Vespertinas
4 de outubro
“Se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo.” (1Jo 2:1, ARC, Pt)

“SE ALGUÉM pecar, temos um Advogado,” Sim, se bem que pequemos, ainda o temos a Ele. João não diz: “Se alguém pecar, perdeu o direito a ter o seu Advogado”, mas “temos um Advogado”, embora sejamos pecadores. Todos os pecados que o crente cometeu ou que possa cometer não podem destruir o seu vínculo que o une ao Senhor Jesus Cristo como seu Advogado. O nome que aqui é dado ao nosso Senhor é sugestivo: “Jesus”. Ah! Então Ele é um advogado da categoria que nós necessitamos, porquanto Jesus é o nome de Alguém cujo serviço e deleite é salvar. “Lhe porás o nome de JESUS, porque Ele salvará o Seu povo dos seus pecados.” O Seu nome muito doce implica o Seu sucesso. Em seguida, temos “Jesus Cristo”, do grego Χριστός (Khristós), que significa "Ungido". Isto mostra a Sua autoridade para interceder, porquanto Ele é o Advogado eleito e o Sacerdote Eleito pelo próprio Pai. Se Ele tivesse sido eleito por nós poderia fracassar, mas como Deus colocou todo a ajuda sobre alguém que é Todo-Poderoso, podemos seguramente colocar a nossa causa perante Ele para que a defenda. Ele é Cristo, e por esse motivo é autorizado; Ele é Cristo, e por esse motivo é qualificado, pois a unção o preparou completamente para Ele cumprir a Sua obra. Ele pode rogar de forma a comover o coração de Deus e prevalecer. Que palavras de ternura, que frases persuasivas emprega o Ungido quando Se apresenta para interceder por mim! Há mais umas letras textuais do Seu nome que devemos considerar: “Jesus Cristo, o Justo”. Este termo não só descreve o Seu caráter, MAS também apresenta a Sua alegação. O Seu caráter é Justo, e se o meu Advogado é o Justo, então a minha causa é boa, ou Ele não a teria abraçado. A Sua alegação também é justa, porquanto Ele satisfez a acusação de injustiça que era contrária a mim, com a alegação de que Ele é Justo. Ele declara-Se a Si mesmo como meu substituto e põe a Sua obediência na minha conta. Minh’alma, tu tens um amigo que reúne todas as condições para ser teu Advogado, Ele não pode senão ser bem sucedido; confia-te completamente em Suas mãos.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: