… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 4 de outubro de 2016

4 de outubro

 Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras 
de
C. H. Spurgeon
4 de outubro – TENTA FAZÊ-LO

Assim, veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Antes que te formasse no ventre, te conheci, e, antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta. Então disse eu: Ah! Senhor Jeová! Eis que não sei falar; porque sou uma criança. Mas o Senhor me disse: Não digas: Eu sou uma criança; porque, aonde quer que eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás.” (Jr 1:4-7, ARC. Pt)

Se temos uma aversão especial por um determinado tipo de trabalho cristão, em vez de tomar essa aversão como um sinal de que não fomos chamados para isso, devemos considerá-lo como um sinal de que devemos, pelo menos, tentar fazê-lo. O diabo conhece-te melhor do que tu próprio te conheces. Como sabes, ele tem estado neste mundo muito mais tempo do que tu e conhece muito mais acerca da natureza humana que tu; assim vem a ti e mede-te com grande exatidão e diz: “Este irmão seria muito útil em tal esfera da obra, portanto, devemos apartá-lo dela”. Logo diz ao irmão que ele não foi chamado para isso, que esse não é o tipo de coisas que ele deve fazer, e coisas do estilo; e logo dizes a ti mesmo: “Livrei-me de um inimigo que arruinaria a minha causa”.

Por ali há uma boa irmã. Ó, quanto poderia ela fazer por Cristo, mas Satanás a tem entretida com um trabalho no qual nunca brilhará, enquanto que o trabalho santo que ela poderia fazer tão bem não lhe chama a atenção. Perdemos muitas oportunidades, estou convencido de que assim é. Nunca pensamos em muitas formas nas quis poderíamos fazer o bem, mas devemos pensar nelas e quando as descubramos, devemos pô-las em prática.

A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: Pv 28-29


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: