… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

21 de outubro


C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
21 de outubro
“O menor virá a ser mil, e o mínimo, um povo grandíssimo. Eu, o SENHOR, a seu tempo o farei prontamente.” (Is 60:22, ARC, Pt)

O trabalho do SENHOR começa muitas vezes em pequena escala, o que não é mau sinal. A fraqueza educa a fé, aproxima de Deus, e traz glória para o Seu Nome. O prémio é uma promessa de crescimento! O grão de mostarda é a mais pequena de todas as sementes, e não obstante, faz-se uma árvore. E as aves do Céu fazem ninho nos seus ramos. Podemos começar com um, e esse ser «O menor». Contudo, «virá a ser mil». O SENHOR é grande com a tabela de multiplicar. Quantas vezes afirmou ao Seu servo solitário: «Multiplicar-te-ei!» Confiai no SENHOR, vós que sois poucos; porque Ele estará no meio de vós, se estais congregados em Seu Nome.

«O menor!» Quem será mais desprezado, do que ele, aos olhos daqueles que contam cabeças e pesam forças? Contudo, este é o núcleo de uma grande nação. Ao anoitecer surge a primeira estrela, porém depressa o Céu ficará coberto de luzes inumeráveis.

Tampouco devemos pensar que a perspectiva de crescimento seja remota, pois a promessa é, “Eu, o SENHOR, a seu tempo o farei prontamente.” Não haverá uma pressa prematura, como essa que pode ver-se em reuniões agitadas; tudo será a seu tempo; no entanto, não haverá qualquer demora. Quando o SENHOR se apressa, o Seu êxito é glorioso.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: