… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

terça-feira, 1 de novembro de 2016

1 de novembro


C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
1 de novembro

“A igreja que está em tua casa.” (Fm 1:2, ARC, Pt)

Existe uma Igreja nesta casa? Pais, filhos, amigos, funcionários, todos são membros dela? Ou são alguns ainda não convertidos? Detenhamo-nos aqui, e deixemos a questão circular — Sou membro da Igreja nesta casa? Como o coração do pai salta de alegria, e os olhos da mãe se enchem de lágrimas santas se do mais velho ao mais novo todos foram salvos! Oremos por esta grande misericórdia até que o Senhor no-la conceda. Provavelmente ela tinha sido o mais querido objecto dos desejos de Filémon, ter toda a sua família salva; mas, inicialmente, ela não lhe foi concedida na sua plenitude. Ele tinha um servo mau, Onésimo, que, tendo-o enganado, fugiu do seu serviço. As orações do seu senhor seguiram-no, e por fim, como Deus queria, Onésimo foi levado a ouvir Paulo pregar, o seu coração foi tocado, e ele voltou para Filémon, não apenas para ser um servo fiel, mas um irmão amado, acrescentando outro membro à Igreja na casa de Filémon. Há algum servo não convertido ou filho ausente esta manhã? Faça uma súplica especial para que possam, no seu regresso a sua casa, alegrar todos os corações com a boa notícia do que a graça tem feito! Está alguém presente? Deixe-o participar da sua súplica sincera.

Se houver uma Igreja assim em nossa casa, vamos ordená-la bem, e deixar todos os actos perante os olhos de Deus. Andemos nos assuntos comuns da vida tomando em consideração a santidade, a diligência, a generosidade e a integridade. Mais se espera de uma Igreja do que de um normal conjunto de pessoas que vivem numa casa. O culto familiar deve, em tal caso, ser mais devoto e genuíno, o amor interno deve ser mais caloroso e ininterrupto, e a conduta externa deve ser a mais santificada e semelhante a Cristo. Não precisamos de temer que a pequenez do nosso número nos irá colocar fora da lista das Igrejas, porque o Espírito Santo, incluiu, aqui, uma Igreja família no Livro Inspirado da lembrança. Como Igreja, vamos agora aproximarmo-nos intimamente da grande Cabeça da Igreja universal, e roguemos-Lhe que nos dê graça para brilharmos diante dos homens para a glória do Seu nome.


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.


Tenho deixado os meus leitores desfrutarem das publicações inéditas que vou apensando diariamente no meu blogue. Casualmente verifiquei que as Meditações Matutinas e Vespertinas de C. H. Spurgeon que eu traduzi estão publicadas ipsis verbis no Brasil, sem indicação do autor, ao preço de R$45,00 e em Portugal a €19.99 EUR!!!
Que roubalheira!!!
Isto dói e não é sério nem cristão.
Carlos

Sem comentários: