… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

16 de novembro

Aos Pés Do Mestre
(At the Master’s feet),
Compilado por Audie G. Lewis
das obras de
C. H. Spurgeon
16 de novembro – SACRIFÍCIO DIVINO

“O qual [Jesus Cristo], por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para a nossa justificação.” (Rm 4:25, ARC, Pt)

O próprio nome de Jesus recorda-nos que Ele salvará o Seu povo dos pecados. Eu gostaria de adicionar que, já que a salvação de Deus é tão grande, ela deve ter sido motivada por grandes pecados. Teria Cristo derramado o sangue do Seu coração por alguns pecados insignificantes, veniais, que as nossas lágrimas poderiam ter lavado? Pensas que o teu Deus teria oferecido o Seu Filho para que morresse por uma simples superficialidade? Se o pecado tivesse sido um assunto de pouca envergadura, um pequeno sacrifício teria sido suficiente. Acaso pensas que aquele sacrifício divino foi levado a cabo só por umas pequenas ofensas? Sacrificou-Se Jesus pelos pecados pequenos e não pelos grandes? Não, o Senhor Deus mediu o tamanho de nosso pecado e achou-o tão alto como o Céu, tão profundo como o Inferno, tão largo como o infinito, e por isso nos concedeu um Salvador tão grande. Deu o Seu Filho único, um sacrifício infinito, um sacrifício que não se pode medir. Com dores e terrores de morte que nunca se poderão descrever com toda a exatidão, o Senhor Jesus derramou a Sua alma num sofrimento inexprimível, para prover uma grande salvação ao maior dos pecadores. Olha para Jesus na cruz e entende que Ele perdoará aos homens todo o tipo de pecado e blasfémia. A salvação, isso é para mim, pois eu estou perdido. Uma grande salvação, isso é para mim, pois eu sou o maior dos pecadores. Oh, escuta a minha palavra neste dia! É uma palavra de amor da parte de Deus, e repica como um sino de prata. Choro por ti e, não obstante, sinto-me como se cantasse o tempo todo, porque fui enviado a proclamar a salvação do Senhor para os piores de vós.

A Bíblia, do princípio ao fim, num ano: Ap 3-5


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: