… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 19 de novembro de 2016

19 de novembro

C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
19 de novembro
“Evita as discussões sobre coisas insensatas.” (Tt 3:9, BPT, Pt)

OS NOSSOS dias são poucos, e quando fazemos bem, empregamo-los muito melhor que quando disputamos sobre assuntos que, no melhor das hipóteses, são de menor importância. Os antigos escolásticos ocasionaram muito mal com as suas incessantes discussões sobre assuntos que carecem de importância prática. As nossas Igrejas padecem muito de discussões sem importância sobre pontos obscuros e questões insignificantes. Uma vez que tudo o que podia dizer-se já foi dito, nenhuma das duas facções é mais sábia do que a outra, e, em consequência, a discussão não promove nem o conhecimento nem o amor. É uma tolice semear em terreno tão estéril. Questões sobre pormenores que a Bíblia cala, sobre mistérios que apenas pertencem a Deus, sobre profecias de duvidosa interpretação e sobre maneiras de observar cerimónias humanas, são tudo questões néscias que os homens sábios evitam. A nossa tarefa não é perguntar nem responder a questões néscias, mas antes evitá-las inteiramente. E se observarmos o preceito do Apóstolo (Tito 3:8), de procurar governar-nos pelas boas obras, achar-nos-emos muito ocupados em trabalhos proveitosos, e assim não tomaremos muito interesse em contenções indignas e inúteis.

Há, de qualquer maneira, algumas questões que não são néscias e que não devem ser evitadas, pelo contrário, devem ser imparcial e honestamente encaradas. Eis aqui algumas: Creio no Senhor Jesus Cristo? Foi renovado o meu espírito? Ando, não segundo a carne, mas segundo o Espírito? Estou crescendo na graça? A minha conversação adorna a doutrina de Deus, meu Salvador? Estou esperando a Vinda do Senhor e velando como um servo que aguarda o Seu Senhor? Que mais posso fazer por Jesus? Inquirições tais como estas exigem urgentemente a nossa atenção. Se temos estado entregues a cavilar, ocupemos, a partir de agora, os nossos talentos em trabalhos mais proveitosos. Sejamos pacificadores e ensinemos outros pelo nosso preceito e exemplo que “evitem questões néscias”.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.


Tenho deixado os meus leitores desfrutarem das publicações inéditas que vou apensando diariamente no meu blogue. Casualmente verifiquei que as Meditações Matutinas e Vespertinas de C. H. Spurgeon que eu traduzi estão publicadas ipsis verbis no Brasil, sem indicação do autor, ao preço de R$45,00 e em Portugal a €19.99 EUR!!!
Que roubalheira!!!
Isto dói e não é sério nem cristão.
Carlos

Sem comentários: