… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

21 de novembro


C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
21 de novembro
“Não entristeçais o Espírito Santo.” (Ef 4:30, ARC, Pt)

TUDO o que o crente tem deve vir de Cristo, mas isso vem unicamente pelo canal do Espírito de toda a graça. Além disso, assim como todas as bênçãos vêm a ti por meio do Espírito Santo, assim também os pensamentos santos, o culto fervoroso e os actos de bondade não podem sair de ti, sem a obra santificadora do mesmo Espírito. Até a boa semente, se fosse semeada em ti, não germinaria se o Espírito não obrasse em ti assim tanto o querer como o fazer, por Sua boa vontade. Desejas falar a favor de Jesus, como o poderás fazer se o Espírito Santo não tocar a tua língua? Queres orar? Que pesada se torna esta obra se o Espírito não interceder por ti! Desejas vencer o pecado? Queres ser santo? Queres imitar o teu Mestre? Desejas subir às mais elevadas alturas da espiritualidade? Anelas ser como os anjos de Deus, cheio de zelo e de ardor pela causa do Mestre? Sem o Espírito não podes fazer nenhuma dessas coisas. “Sem Mim, nada podeis fazer.” Oh, ramo da videira, tu não podes dar fruto sem a seiva! Oh, filho de Deus, além da vida que Deus te dá por meio do Seu Espírito, tu não tens vida em ti mesmo! Não O entristeçamos, pois, nem Lhe provoquemos a Sua ira com os nossos pecados. Não O extingamos em nenhuma das Suas operações que mal se ouvem, que Ele leva a cabo nas nossas almas; cumpramos cada uma das Suas sugestões e estejamos preparados para obedecer a todos os Seus impulsos. Se o Espírito é, na verdade, tão poderoso, não tentemos nada sem Ele. Não comecemos nenhum projeto, nem prossigamos nenhum empreendimento, nem fechemos nenhum negócio sem implorarmos a Sua bênção. Convençamo-nos de que sem Ele somos inteiramente débeis, e dependamos só dEle, fazendo nossa esta oração: “Abre, Tu, o meu coração e todo o meu ser para que nele possas entrar, e sustenta-me com o Teu livre Espírito quando eu O tiver recebido no meu coração.”



Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.


Tenho deixado os meus leitores desfrutarem das publicações inéditas que vou apensando diariamente no meu blogue. Casualmente verifiquei que as Meditações Matutinas e Vespertinas de C. H. Spurgeon que eu traduzi estão publicadas ipsis verbis no Brasil, sem indicação do autor, ao preço de R$45,00 e em Portugal a €19.99 EUR!!!
Que roubalheira!!!
Isto dói e não é sério nem cristão.
Carlos

Sem comentários: