… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

23 de novembro


William MacDonald
Um dia de cada vez
23 de novembro
“O caminho dos prevaricadores é áspero.” (Pv 13:15, ARC, Pt)

Se necessitássemos de alguma prova de que o caminho dos transgressores é áspero, bastar-nos-á escolher um periódico ao acaso e encontraríamos uma multidão de ilustrações. Recentemente fi-lo como um mero experimento e eis aqui os resultados:

Um nazi, criminoso de guerra que tinha escapado de ser identificado e capturado durante trinta e cinco anos, tinha-se suicidado na América do Sul. O temor de ser levado a juízo e de ser executado fazia-lhe a vida insuportável.

Um homem de 74 anos foi sequestrado à mão armada por três homens que demandavam de resgate 900 000 dólares norte-americanos ao seu filho. Actualmente este filho é um reputado narcotraficante que foge da polícia e dos agentes federais.

Um membro do Congresso dos Representantes dos E. U. A. foi destituído do seu cargo por aceitar suborno em troca de uma promessa para conceder um favor político. Parece que a sua expulsão do Congresso será definitiva.

Os rebeldes afegãos continuam em guerra contra as tropas invasoras russas. O artigo do periódico não menciona o facto de que o governo do Afeganistão tinha arrasado a única igreja cristã do país. Poderá ser a invasão russa uma retribuição divina?

Um capitão da polícia informou falsamente que lhe tinham roubado o automóvel, para assim poder receber o seguro. Tinha sido considerado como um oficial destacado e era provável que subisse um dia a chefe de polícias. Agora, foi expulso e aguarda uma investigação criminal.

Às vezes nós, como o salmista, somos tentados a sentir inveja do ímpio. Parece que o mundo os protege e que tudo lhes sai bem. Porém esquecemo-nos de que recolhem uma inevitável colheita de culpa, de vergonha e de temor de serem descobertos. Frequentemente são vítimas de chantagem e de extorsão. Temem pelas suas próprias vidas e pelas das suas famílias. Têm de manter sistemas de proteção caros e sofisticados. Enfrentam a possibilidade da detenção, de pleitos custosos e de multas ou de prisão. A vida torna-se num pesadelo em vez do sonho que esperavam.

Um homem que tinha aprendido bem a lição disse a Sam Jones, um pregador, com profunda convicção: «Conheço um versículo da Escritura e sei que é verdade: “...o caminho dos transgressores é áspero.” Tinha comprovado que as consequências do pecado são inevitáveis e extremamente desagradáveis.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: