… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

23 de novembro


C. H. Spurgeon

Leituras Vespertinas

23 de novembro

“Sobe a um monte alto.” (Is 40:9, ARC, Pt)

CADA CRENTE deveria ter sede de Deus, do Deus vivo, e ansiar subir ao monte do Senhor e vê-Lo cara a cara. Não devemos ficar satisfeitos com as névoas do vale quando o cume do Tabor nos aguarda. Minha alma anseia beber abundantemente da taça que está reservada para os que alcançam o topo do monte e banham as suas frontes no céu. Quão puro é o orvalho das colinas, quão fresco é o ar das montanhas, que rica a comida dos que habitam no Alto, cujas janelas olham para a Nova Jerusalém! Muitos santos estão satisfeitos vivendo como os homens das minas de carvão, que não vêem o sol; eles comem pó como as serpentes quando poderiam saborear o manjar ambrosíaco dos anjos; eles estão satisfeitos vestindo o traje do mineiro, quando eles poderiam vestir roupas reais; as lágrimas desfiguram os seus rostos quando poderiam ungi-los com óleo celestial. Estou eu satisfeito que muitos crentes se consumam num calabouço quando podem andar na açoteia palaciana e ver a terra graciosa e o Líbano? Levanta-te, Oh crente, da tua vil condição! Abandona a tua indolência, a tua letargia, a tua frieza ou tudo o que o que interfere com o teu casto e puro amor a Cristo, o Esposo da tua alma. Faz dEle a fonte, o centro e a circunferência de todos os prazeres da tua alma. Que encanto encontras tu na insensatez de permaneceres numa cova quando podes sentar-te num trono? Não vivas mais nas planícies da escravidão, agora que a montanha da liberdade te é dada. Não fiques satisfeito por mais tempo com as tuas pequenas consecuções, mas avança para coisas mais sublimes e celestiais. Aspira a uma vida mais elevada, mais nobre, mais plena. Acende ao Céu! Para mais perto de Deus!

“Quando desejarás Tu vir até mim, Senhor?
Oh vem, meu Senhor muitíssimo querido!
Vem para perto, vem para mais perto, para mais perto ainda de mim,
Porque sou abençoado quando Tu estás perto de mim.”

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Tenho deixado os meus leitores desfrutarem das publicações inéditas que vou apensando diariamente no meu blogue. Casualmente verifiquei que as Meditações Matutinas e Vespertinas de C. H. Spurgeon que eu traduzi estão publicadas quase ipsis verbis no Brasil, sem indicação do autor, ao preço de R$45,00 e em Portugal a €19,99 EUR!!!
Que roubalheira!!!
Isto dói e não é sério nem cristão.
Carlos

Sem comentários: