… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 5 de novembro de 2016

5 de novembro

C. H. Spurgeon
Leituras Matutinas
5 de novembro
“Toda arma forjada contra ti não prosperará.” (Is 54:17, ARC, Pt)


ESTE dia é notável na história de Inglaterra pelas duas grandes libertações que Deus obrou em nosso favor. Neste dia, no ano 1605, foi descoberto o “complot” dos Papistas para destruir as Câmaras do Parlamento.



“Enquanto eles preparavam em profundas cavernas


Uma armadilha inflamada para os nossos governantes,


Deus atirou do Céu um penetrante raio


E a tenebrosa traição ficou a descoberto.”



Em segundo lugar, hoje é o aniversário do desembarque do rei Guillerme III, em Torbay, em 1688, com o qual a esperança do poder Papal se desvaneceu e a liberdade religiosa ficou assegurada. Este dia deve ser celebrado, não com as Saturnais dos jovens, mas com o canto dos santos. Os nossos antecessores Puritanos, com muita devoção, fizeram deste dia uma ocasião especial de acção de graças. Matthew Henry pregou vários sermões sobre este dia. Os nossos sentimentos protestantes e o nosso amor à liberdade deviam fazer-nos observar este aniversário com santa gratidão. Que os nossos corações e os nossos lábios exclamem: “Nós ouvimos com os nossos ouvidos, e nossos pais nos têm contado a obra que fizeste em seus dias, nos tempos da antiguidade.” Tu tens feito desta nação o lar do Evangelho, e quando o inimigo se levantou contra ela, Tu a hás protegido. Ajuda-nos a oferecer-Te repetidos cânticos pelas Tuas reiteradas libertações. Concede-nos mais e mais ódio contra o Anticristo, e apressa o dia da sua completa destruição. Até então, e continuamente, cremos nesta promessa: “Toda arma forjada contra ti não prosperará.” Não devia todo o amante do Evangelho de Jesus de advogar hoje pela derrocada das falsas doutrinas e pela propagação da verdade de Deus? Não seria bom que esquadrinhássemos os nossos corações, e tirássemos dele algum traste velho católico romano de justiça própria que possivelmente está dissimulado nele?


Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.


Tenho deixado os meus leitores desfrutarem das publicações inéditas que vou apensando diariamente no meu blogue. Casualmente verifiquei que as Meditações Matutinas e Vespertinas de C. H. Spurgeon que eu traduzi estão publicadas ipsis verbis no Brasil, sem indicação do autor, ao preço de R$45,00 e em Portugal a €19.99 EUR!!!
Que roubalheira!!!
Isto dói e não é sério nem cristão.
Carlos

Sem comentários: