… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 17 de dezembro de 2016

17 de dezembro


C. H. Spurgeon
Livro de Cheques do Banco da Fé
17 de dezembro
“E assim estaremos sempre com o Senhor.” (1Ts 4:17, ARC, Pt)

Enquanto estamos aqui, o Senhor está connosco, e quando formos chamados para outro sítio, aí estaremos com Ele. O crente não pode estar separado do seu Salvador. Eles são «um» e sempre têm de ser um: Jesus não pode estar sem o Seu próprio povo, pois seria uma cabeça sem um corpo. Quer sejamos arrebatados no ar, quer estejamos descansando no Paraíso, ou residindo temporariamente aqui, estamos sempre com Jesus; e quem nos separará dEle?

Que alegria esta! A nossa honra, o nosso descanso, o nosso consolo e o nosso deleite supremos é estar com o Senhor. Não podemos conceber coisa alguma que possa exceder ou igualar esta companhia divina. Temos de estar com Ele numa santa comunhão, na Sua humilhação, na Sua rejeição e na Sua dor lancinante, e então estaremos com Ele na Sua Glória. Prontamente estaremos com Ele no Seu descanso, na Sua dignidade real, na Sua esperança e na Sua manifestação. Sucederá connosco como com Ele, e triunfaremos como Ele triunfe.

Oh, meu Senhor, se devo estar eternamente Contigo, tenho um destino incomparável! Nem mesmo invejarei um arcanjo. O cúmulo da minha ideia sobre o Céu é o estar para sempre com o Senhor. A glória para mim não são nem as harpas de ouro, nem as coroas imarcescíveis, nem a luz sem nuvens; porém, sim Jesus, o próprio Jesus, e eu para sempre com Ele na mais íntima e amorosa comunhão.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: