… Mas o melhor de tudo é crer em Cristo! Luís Vaz de Camões (c. 1524 — 1580)

sábado, 17 de dezembro de 2016

17 de dezembro

C. H. Spurgeon

Leituras Vespertinas
17 de dezembro
“Eu sou a porta; se alguém entrar por Mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens.” (Jo 10:9, ARC, Pt)

Jesus, o grande “EU SOU”, é a entrada para verdadeira Igreja e o caminho que conduz a Deus. Jesus dá à pessoa que vai a Deus por meio dEle estes quatro seletos privilégios:

1. “Será salvo.” O homicida fugitivo transpunha a porta da cidade de refúgio e ficava a salvo. Noé entrou pela porta da arca e esteve a salvo. Ninguém que aceite Jesus como a porta da fé para a sua alma pode perder-se. A entrada para a paz, por meio de Jesus, é a garantia da entrada por intermédio da supracitada porta para o Céu. Jesus é a única porta, uma porta aberta, uma porta ampla, uma porta segura; e bem-aventurado é aquele que põe toda a sua esperança de admissão na glória sobre o Redentor crucificado.

2. “Entrará.” Ele terá o privilégio de fazer parte da família divina, compartilhando o pão dos filhos e participando de todas as sua honras e gozos. Ele entrará nas câmaras da comunhão, nos banquetes de amor, nos tesouros do pacto e nos depósitos das promessas. Ele entrará na presença do Rei de reis no poder do Espírito Santo e o segredo do Senhor ser-lhe-á revelado.

3. “Sairá.” Esta bênção é muito esquecida. Nós saímos para o mundo a fim de trabalharmos e sofrermos, mas, que bênção sair no nome e poder de Jesus! Somos chamados a dar testemunho da verdade, a animar o desconsolado, a exortar o negligente, a ganhar almas e a glorificar a Deus. E como o anjo disse a Gedeão: “Vai nesta tua força”, precisamente assim, o Senhor quer que nós vamos como Seus mensageiros, em Seu nome e no Seu poder.

4. “E achará pastagens.” Aquele que conhece Jesus, nunca terá necessidade. O entrar e o sair será igualmente proveitoso para ele: além disso, ele desenvolver-se-á na comunhão com Deus, e o que regar também será regado. Fazendo ele de Jesus o seu tudo, tudo ele achará em Jesus. A sua alma será como um jardim regado e como um manancial, cujas águas nunca faltam.

Tradução de Carlos António da Rocha

****

Esta tradução é de livre utilização, desde que a sua ortografia seja respeitada na íntegra porque já está traduzida no Português do Novo Acordo Ortográfico e que não seja nunca publicada nem utilizada para fins comerciais; seja utilizada exclusivamente para uso e desfruto pessoal.

Sem comentários: